Bia Haddad começa bem, mas perde de virada para Kalinina em Miami
Foto: Divulgação/WT

A #62 Beatriz Haddad Maia não conseguiu superar sua melhor campanha da carreira no WTA 1000 de Miami. Após bater Sakkari, número 3 do mundo, a brasileira acabou derrotada na terceira rodada pela #51 Anhelina Kalinina neste domingo (27).

Com apoio da torcida, Bia Haddad começou bem, mas acabou perdendo de virada, com parciais de 2/6, 6/4 e 6/2, em 2h31. Este foi o terceiro confronto entre elas, e a terceira vitória de Kalinina.

Apesar do placar dilatado, o primeiro set foi equilibrado e longo - durou 50 minutos. Todos os games tiveram break points, mas após ser quebrada no primeiro game, Bia Haddad foi mais consistente e não perdeu mais o saque. Ela venceu os últimos quatro games para fazer 6/2.

A brasileira seguiu bem no início da segunda parcial e abriu 2/0, mas, depois disso, Kalinina conseguiu se recompor. A ucraniana passou a usar muito bem os dropshots e, mesmo sofrendo nova quebra no sexto game, não deu mais muitas chances para brasileira e fez 6/4, em 55 minutos.

Haddad Maia passou a sofrer cada vez mais com a estratégia de Kalinina e perdeu 12 dos 18 primeiros pontos do terceiro set, vendo a rival fazer 4/0. O quinto game foi o mais longo do jogo, e a brasileira conseguiu salvar cinco break points e confirmar o set, mas a ucraniana manteve o seu nível e, sem sofrer nenhuma ameaça no serviço, garantiu a vitória com 6/2, em 46 minutos.

O que vem por aí

Apesar da chance desperdiçada de ir mais longe em um grande torneio, Bia Haddad deve superar sua melhor posição na carreira no ranking da WTA, o 58º posto, na próxima atualização. A brasileira volta às quadras em Bogotá na semana que vem, na abertura da temporada de saibro.

Kalinina, que já garantiu sua entrada inédita no top 50, enfrenta nas oitavas de final do Miami Open a #21 Jessica Pegula, que vem de vitória sobre a #18 Elena Rybakina.

VAVEL Logo