Azarenka abandona contra Fruhvirtova em Miami; Badosa e Pegula avançam
Foto: Reprodução/WTA

A atuação da #16 Victoria Azarenka, tricampeã do WTA 1000 de Miami, diante da #279 Linda Fruhvirtova, de 16 anos, foi decepcionante, mas o que mais impressionou foi sua postura na partida válida pela terceira rodada neste domingo (27).

Perdendo por 6/2 e 3/0 e sendo dominada pela jovem tcheca, Azarenka abandonou a partida sem sequer pedir tempo médico, após 47 minutos. A atitude da ex-número 1 do mundo surpreendeu a juíza de cadeira e também Fruhvirtova, que não esperavam a reação da belarussa.

Fruhvirtova, que disputa pela primeira vez um torneio desta magnitude, que já havia impressionado após bater Mertens na segunda rodada, se torna a mais jovem tenista nas oitavas de Miami desde Golovin e Sharapova em 2004. Com a campanha no Miami Open, ela garante a entrada inédita no top 200 da WTA.

Badosa vence com tranquilidade

A próxima adversária de Fruhvirtova será a #6 Paula Badosa, que bateu de forma tranquila a #47 Yulia Putintseva na terceira rodada, parciais de 6/3 e 6/2, 1h22. Esta já é a melhor campanha da espanhola na carreira em Miami.

Badosa venceu 16/19 pontos no saque no primeiro set, enquanto Putintseva cometeu três duplas faltas e só venceu 2/14 pontos no segundo serviço. Com duas quebras, a espanhola fechou a parcial com 6/3, em apenas 38 minutos.

Putintseva conseguiu a primeira quebra da partida logo na abertura do set final e teve mais três chances no terceiro game, mas Badosa venceu quatro games seguidos após sair de 0/1 e avançou para uma vitória tranquila.

Pegula segue firme

Em duelo de cabeças de chave, a #21 Jessica Pegula bateu a #18 Elena Rybakina com autoridade, parciais de 6/3 e 6/4, em apenas 1h22. Este foi o primeiro confronto entre elas.

Apesar de Pegula ter servido cinco duplas faltas, Rybakina foi quem teve mais dificuldade no segundo saque. Ela somou cinco aces, mas só venceu 25% dos pontos nesta situação e foi quebrada nos três break points que enfrentou, enquanto a estadunidense salvou 3/4 chances que cedeu.

Pegula, que já iguala sua melhor campanha em Miami, que foi em 2021, encara nas oitavas de final a #51 Anhelina Kalinina, que vem de vitória de virada sobre a brasileira #62 Beatriz Haddad Maia.

VAVEL Logo