Pigossi bate atual campeã Osorio em Bogotá e recoloca Brasil em uma final de simples feminina
Foto: Divulgação/Copa Colsanitas

Medalhista de bronze em duplas em Tokyo 2020, a #212 Laura Pigossi escreve mais um página da história do tênis brasileiro no WTA 250 de Bogotá. Pigossi, que veio do qualifying, bateu a atual campeã #33 Camila Osorio nas semifinais neste sábado (9) e garantiu vaga na decisão do torneio colombiano.

Pigossi, que nunca havia vencido uma partida em chaves principais de torneios WTA antes deste torneio, bateu a dona da casa com parciais de 7/5 e 7/6(3), em 2h06. Osorio é a segunda top 100 derrotada pela brasileira em Bogotá - a outra foi Harmony Tan, na primeira rodada da chave principal.

A brasileira enfrentou uma adversária debilitada fisicamente, que terminou a partida sacando por baixo e recebeu atendimento várias vezes durante a partida. Mesmo assim, Osorio batalhou. A cabeça de chave 1 teve 18 break points e converteu seis, mas acabou quebrada em 7/11 chances que cedeu.

No primeiro set, Pigossi chegou a abrir 5/1, mas permitiu a reação de Osorio, que acabou falhando mais uma vez quando sacava em 5/5. No segundo, a colombiana chegou a salvar quatro match points, três no nono e outro no 12º game, mas não resistiu no tibereak. A brasileira abriu 5-0 e administrou para fazer 7-2 e garantir mais um feito história em sua carreira.

O que vem por aí

Pigossi é a primeira brasileira finalista de um torneio deste nível desde Beatriz Haddad Maia em Seul 2017. O último título de uma mulher do país foi com Teliana Pereira em Florianópolis 2015.

Com a campanha, Pigossi vai entrar pela primeira vez no top 125 da WTA. Caso seja campeã, fica perto dos 100 primeiros lugares. Na decisão da Copa Colsanitas, a brasileira enfrenta a vencedora do confronto entre a #111 Kamila Rakhimova, que eliminou Bia Haddad nas oitavas, e a #237 Tatjana Maria, ex-número 46 do mundo.

VAVEL Logo