Sabalenka bate Kontaveit em Stuttgart pelo segundo ano seguido; Badosa supera Jabeur
Foto: Divulgação/Porsche Tennis Grand Prix

Pelo segundo ano consecutivo, a #4 Aryna Sabalenka e a #6 Anett Kontaveit se enfrentaram nas quartas de final do WTA 500 de Stuttgart, na Alemanha. Assim como em 2021, quem prevaleceu foi a belarussa. Ela anotou 6/4, 3/6 e 6/1, em 1h47, nesta sexta-feira (22) e avançou às semifinais.

O confronto colocou frente a frente duas vice-campeãs do torneio: Sabalenka perdeu para Barty na final ano passado, enquanto Kontaveit chegou à decisão em 2019, quando foi derrotada por Kvitova.

Este foi o quinto confronto entre as duas, e a quinta vitória de Sabalenka. Após dois sets de alternâncias, a belarussa subiu o nível na parcial final. Ela só perdeu um ponto no serviço e fez 6/1 rapidamente, em 27 minutos. Kontaveit teve sua sequência de 22 vitórias seguidas em torneios indoors encerrada com essa derrota no torneio alemão.

Badosa vence e vai assumir vice-liderança do ranking

A adversária de Sabalenka nas semifinais do Porsche Tennis Grand Prix será a #3 Paula Badosa. A espanhola bateu nas quartas de final a #10 Ons Jabeur em três sets, parciais de 7/6(9), 1/6 e 6/3, em 2h13. Com a vitória, Badosa vai ultrapassar Barbora Krejcikova na próxima atualização do ranking mundial e se tornar pela primeira vez a segunda melhor do mundo.

Badosa venceu três pontos a menos no total da partida, teve um relação de winners e erros não-forçados pior - Jabeur somou 41 e 38, respectivamente, enquanto a espanhola teve 28 de cada - e ainda sofreu com problemas físicos, mas, mesmo assim, saiu vencedora. Este foi o quarto confronto entre elas, e a terceira vitória da espanhola.

O primeiro set do duelo teve oito quebras e durou 1h08. A tunisiana sacou para a parcial duas vezes, em 5/4 e 6/5, mas a espanhola forçou o tiebreak, salvou dois set points e largou na frente.

Mesmo após desperdiçar tantas chances, Jabeur atropelou no segundo set, utilizando muito bem de dropshots e errando pouco. Durante a segunda parcial, Badosa começou a receber atendimentos nos intervalos por causa de dores na coxa.

Na parcial final, porém, Jabeur não manteve o nível. Ela teve quatro break points no terceiro game, mas não aproveitou. Depois, ela foi quebrada no sexto, mas devolveu logo na sequência. Sacando em 3/4, a tunisiana desperdiçou dois game points, perdeu o saque outra vez e viu Badosa garantir a vitória na passagem seguinte de saque.

Promessa de grande jogo nas semis

Sabalenka e Badosa já se enfrentaram duas vezes, e a espanhola venceu ambas. Os dois confrontos foram em 2021: no WTA Finals, quando a futura número 2 do mundo anotou 6/4 e 6/0, e antes em Cincinnati, quando ela sofreu para fazer 5/7, 6/2 e 7/6(4).

Elas ainda jogaram duplas em Stuttgart juntas nesta edição e venceram a primeira partida, mas acabaram desistindo antes do jogo de quartas de final.

VAVEL Logo