Pliskova desperdiça chances no segundo set, mas supera Sakkari em Toronto; Andreescu cai
Foto: Gyles Dias/Tennis Canada

Após alguns meses de muita inconsistência, a #14 Karolina Pliskova finalmente consegue uma boa campanha em um grande torneio em 2022. Após bater Krejcikova e Anisimova, a ex-número 1 do mundo derrotou a #4 Maria Sakkari nas oitavas de final do WTA 1000 de Toronto, no Canadá, nesta quinta-feira (11). Este foi o quarto confronto entre elas, e a segunda vitória da tcheca.

Atual vice-campeã do torneio, Pliskova derrotou a grega com parciais de 6/1, 6/7(9) e 6/3, em 2h28. Esta foi a melhor vitória da tcheca em termos de ranking no ano e também a primeira vez desde o WTA 250 de Strasbourg, em maio, em que ela consegue três triunfos em sequência.

A partida, porém, poderia ter sido bem mais curta. Pliskova sacou para o jogo no décimo game da segunda parcial, mas foi quebrada. Ela ainda teve que salvar dois set points para forçar um tiebreak, onde desperdiçou três match points antes de Sakkari fechar em 7/6(9) após 1h13.

Sem se abalar, porém, Pliskova abriu 5/1 no set final, foi quebrada no sétimo game, mas, após desperdiçar outro match point no nono game, finalmente assegurou a vitória.

Qinwen Zheng desbanca Andreescu

A próxima rival de Pliskova será a jovem #53 Qinwen Zheng, que desbancou a dona da casa #53 Bianca Andreescu, campeã do torneio em 2019. Em mais um longo jogo em Toronto, a chinesa anotou 7/5, 5/7 e 6/2, em três horas.

Esta já é a melhor campanha de Zheng, 19 anos, em um torneio da série WTA 1000. Diante de uma torcida barulhenta e a favor da rival - o que ela admitiu, após o jogo, não estar tão acostumada -, a chinesa não se abalou com o set perdido e voltou muito bem para a parcial final.

Andreescu terminou a partida com dez erros não-forçados a menos - 34 a 44 -, mas Zheng liderou nos winners - 28 a 16. Após um começo equilibrado de terceiro set, a chinesa, com uma postura agressiva, dominou a reta final e eliminou a última canadense viva no National Bank Open.

VAVEL Logo