Após uma grande sequência chegar ao fim nesta temporada, Iga Swiatek viu tudo ir por água abaixo ao perder o status de número 1 do mundo para Aryna Sabalenka. Vale lembrar que a polonesa não deu mole e conseguiu reagir na reta final da temporada, conquistando o WTA Finals e recuperando esse status, mas não foi fácil, sendo que precisou lidar com a pressão.

Em uma coletiva, a polonesa disse que deu a si mesma a possibilidade de errar, e que podia até doer, mas que depois ela tiraria o aprendizado.

"Dei a mim mesma margem para errar. Pensei que podia me sentir pior durante uns meses. Disse a mim mesma que se cometesse erro não fazia mal. Às vezes tem que aceitar que pode ser mais difícil. Mostrei a mim mesma que quando me abria um pouco, a crise passava. Por isso, escrevi depois do WTA Finals que as melhores coisas chegam quando não estamos esperando", começou.

Swiatek também chegou mesmo a meter na cabeça que não iria voltar a festejar em 2023, mas também sabia que a adversária merecia ser líder.

"A vida pode ser imprevisível. Deixei de pensar que ia ganhar alguma coisa até o fim do ano e aceitei que ia deixar de ser número 1. Senti que a Aryna merecia ser líder com os seus resultados em todos os Grand Slams, então me concentrei em desfrutar do jogo", finalizou.

VAVEL Logo
Sobre o autor