Thiago Monteiro cai para Ruben Bemelmans na estreia do qualifying de Roland Garros

Brasileiro não conseguiu anular os saques do belga e deu adeus ao sonho do primeiro Grand Slam

Thiago Monteiro cai para Ruben Bemelmans na estreia do qualifying de Roland Garros
Ruben atacou no fundo da quadra para vencer Monteiro. (Foto: Getty Images)
Thiago Monteiro
0 2
Ruben Bemelmans

Hoje, o Brasil deu adeus à chance de ver seu melhor jogador da atualidade na chave principal de um Grand Slam. Número um do país em 2016, o jovem Thiago Monteiro (#139), de apenas 21 anos, não conseguiu parar o belga Ruben Bemelmans (#186) no saibro de Roland Garros. Com as parciais de 6/3 e 6/3, o cearense foi eliminado do torneio.

O jogo começou já mostrando qual seria a grande dificuldade do brasileiro: as devoluções. De qualquer lado, o golpe complicava para Monteiro, que via seu adversário devolver saques sem problemas, mas não conseguia fazer o mesmo. Muito atrás, ele não conseguiu desenvolver seu habitual estilo agressivo de jogo que o trouxe sucesso e o recente título do Challenger de Aix en Provence.

Logo no primeiro game, Bemelmans obteve a quebra de saque, e teve 4/0 no jogo com facilidade. O brasileiro não desistiu da partida, e até conseguiu devolver uma quebra de saque, mas não foi páreo para os seguintes serviços de Ruben, que, com facilidade, fechou em 6/3 a primeira parcial.

No segundo set, os games ficavam cada vez mais difíceis para Thiago. Sem confiança, ele continuava a devolver mal, enquanto o saque do belga só melhorava. Perdendo apenas dois pontos em seu serviço na segunda parcial, Bemelmans quebrou o saque do brasileiro duas vezes e caminhou tranquilamente para a vitória, novamente por 6/3.

Ruben Bemelmans avança agora para a segunda rodada do qualifying de Roland Garros, onde irá enfrentar seu conterrâneo Steve Darcis (#162). Até hoje eles se enfrentaram apenas duas vezes em torneios da série Challenger

Em 2011, no carpete de Wolfsburg, a vitória ficou com Bemelmans por 7/6, 3/6 e 6/3, enquanto Darcis venceu nas quadras duras de Mons no ano seguinte, por 6/2, 4/6 e 6/3.

O melhor do tênis mundial você acompanha aqui, na VAVEL Brasil.