Roger Federer desiste de jogar Roland Garros

Suíço informou via Facebook que não irá disputar o segundo Grand Slam do ano

Roger Federer desiste de jogar Roland Garros
Suíço informou aos fãs via Facebook. (Foto: Getty Images)

O suíço Roger Federer, terceiro colocado do ranking mundial, irá finalmente perder seu recorde de 65 aparições seguidas em torneios de Grand Slam. Em sua página no Facebook, o natural da Basiléia informou aos fãs que deixará de jogar Roland Garros pela primeira vez desde 1998.

Porém, este fato não é surpresa. Desde as últimas partidas, Federer já avisava que estava tentando recuperar-se aos poucos, chegando a afirmar que só conseguia decidir se entraria em quadra apenas quinze minutos após os treinos.

Sofrendo com a recuperação de uma artroscopia, o suíço também encara os problemas nas costas, que o vem impedindo de atuar em alto nível.

Confira o que Federer anunciou em seu Facebook: 

"Eu sinto em dizer que tomei a decisão de não jogar o Aberto da França neste ano. Eu tenho feito firme progresso com minha condição física, mas ainda não estou 100% e sinto que é um risco desnecessário jogar um torneio enquanto eu não estiver pronto. Não foi uma decisão fácil de se tomar, mas eu tomei para garantir que eu possa jogar o resto da temporada e ajudar a extender o resto da minha carreira. Eu continuo motivado e empolgado como sempre e meu plano é alcançar o nível mais alto de condicionamento físico antes de retornar para o circuito e para a temporada de grama. Sinto muito pelos meus fãs em Paris, mas eu estou ansioso para voltar para Roland Garros em 2017."

O suíço perderá 360 pontos das quartas de finais do ano passado, quando perdeu para seu conterrâneo e bom amigo Stan Wawrinka (#4) em sets diretos. Isso não irá prejudicar bruscamente o ranking do natural da Basiléia, visto que apenas Rafael Nadal poderá alcançá-lo, e apenas se conquistar o título em Paris.

O melhor do tênis mundial você acompanha aqui, na VAVEL Brasil.