Wimbledon 2016: Serena Williams segue na busca por seu primeiro título de Grand Slam em 2016

Depois de dois vice-campeonatos, um no Australian Open e outro em Roland Garros, a norte-americana buscará aumentar sua coleção de 21 títulos na grama sagrada

Wimbledon 2016: Serena Williams segue na busca por seu
primeiro título de Grand Slam em 2016
Serena alcançou seu hexacampeonato de Wimbledon em 2015 (Foto: JulianFinney/GettyImages)

Nessa próxima segunda-feira (27), começará Wimbledon  - terceiro Grand Slam do ano - a ser disputado na tradicionalíssima grama sagrada de Londres. Serena Williams, atual número um do ranking feminino, está confirmada no torneio e virá em busca de seu sétimo título em Wimbledon com seu favoritismo posto à prova após perder as decisões dos dois Grand Slam já disputados nesta temporada. Serena não se afirmou ainda, disputou cinco torneios em 2016, alcançou a final em quatro deles, porém, só levantou o troféu em apenas um (WTA Premier de Roma).

Nascida em Saginaw, no estado de Michigan, Williams tem 34 anos e se tornou profissional em 1995. Mantém-se como número um do mundo há 6 temporadas (2002, 2009, 2013, 2014 e 2015). Tem 761 vitórias em toda a sua carreira no circuito, contra apenas 127 derrotas. Possui 70 títulos em competições de nível WTA.

Seu retrospecto em torneios de Grand Slam conta com 21 títulos, 297 vitórias e 42 derrotas. São 6 títulos do Australian Open (2003, 2005, 2007, 2009, 2010 e 2015), 3 de Roland Garros (2002, 2013 e 2015), 6 de Wimbledon (2002, 2003, 2009, 2010, 2012 e 2015) e 6 no Us Open (1999, 2002, 2008, 2012, 2013 e 2014); além de ter sido vice-campeã em outras 6 decisões.

Em Wimbledon, Serena soma 79 vitórias e 10 derrotas. Atual campeã, ela vem a esta edição para defender seu título. A norte-americana não conta com um desempenho regular em Londres, seus títulos são intercalados com eliminações precoces, como em 2015 quando ganhou seu hexacampeonato, apesar de ter sido eliminada na terceira rodada no ano anterior.

Em 2016, Williams disputou 5 torneios. Ela chegou à final do Australian Open mas perdeu para alemã Angelique Kerber (#3) e também foi vice em Indian Wells sendo derrotada pela bielorrussa Victoria Azarenka (#6). Em Miami, Serena foi eliminada na quarta rodada pela russa Svetlana Kuznetsova (#19). Seu único título do ano foi o conquistado no WTA Premier de Roma. Disputado no saibro, a competição teve uma final total norte-americana que terminou com a vitória de Williams sobre a jovem promessa Madison Keys (#24). Sua última competição foi Roland Garros, onde chegou a seu terceiro vice-campeonato em 2016 ao perder para a espanhola Garbiñe Muguruza (#2).

Dos grandes torneios disputados na grama que antecipam Wimbledon,  ela não participou de nenhum.

Apesar da temporada abaixo da média, Serena Williams se mantém como número um e chega como favorita para mais um Grand Slam. Caso alcance este título, a norte-americana empatará com a alemã Steffi Graf com 22 troféus e estará a dois de Margaret Court, maior vencedora de Grand Slam da história.