Andy Murray vence Milos Raonic e conquista Wimbledon pela segunda vez na carreira

Britânico neutralizou serviços do gigante canadense e conquistou seu 3° Grand Slam

Andy Murray vence Milos Raonic e conquista Wimbledon pela segunda vez na carreira
Murray chorou antes e depois de levantar a taça. (Foto: Wimbledon/Divulgação)
Andy Murray
3 0
Milos Raonic

Na manhã deste domingo (10), o britânico Andy Murray (#2) voltou a comemorar um título de Grand Slam após três finais sem sucesso. Com propriedade, ele conquistou Wimbledon pela segunda vez em sua carreira após bater o canadense Milos Raonic por três sets a zero, com as parciais de 6/4, 7/6 (3) e 7/6 (2) após 2h47 de partida. Essa foi a sétima vitória do escocês em dez jogos contra o mesmo adversário.

No torneio inteiro, Andy até chegou a perder dois sets para Jo-Wilfried Tsonga (#12), mas provou-se soberano ao bater os perigosos Tomas Berdych (#9) e Nick Kyrgios (#18) sem perder um set sequer. 

Poucas chances em jogo taticamente perfeito

Consistência: essa foi a palavra-chave da partida. Com grandes aproveitamentos de saque (69 e 75%) e de pontos vencidos com o primeiro serviço (70 e 86%), ambos os tenistas mostravam que não seria fácil devolver em seus games. 

Mesmo com dificuldades, Murray começou dando o primeiro susto, quando quebrou o saque do adversário logo em 3/3, após perder dois break points. Sempre fazendo o canadense jogar uma bola a mais, ele complicou o jogo de fundo da quadra e acertou 12 winners para levar o primeiro set por 6/4.

Na segunda parcial, Raonic esteve mais firme. Conseguindo vencer mais pontos com o segundo serviço, ele aproveitava-se da indecisão de Andy em algumas bolas. Desta maneira, o gigante conseguia fechar seus games rapidamente, indo para a rede em diversos pontos do set inteiro. Apesar disso, Murray perdeu quatro break points, e a parcial foi para o tiebreak

Começando com um erro bobo de slice na rede, Milos desconcentrou-se rapidamente, e sentiu a pressão das longas trocas do britânico. Com apenas dois erros não forçados e sacando com inteligência no backhand do adversário, Andy foi perfeito e fechou em 7/6 (3), contando com 15 erros do canadense.

Ponto Chave: A verdade é que o britânico melhorou ao extremo seu jogo para esta partida. Após acertar 137 aces nas primeiras seis partidas, Raonic fez apenas quatro nos dois primeiros sets. Murray, por sua vez, tinha devolvido 76% dos primeiros serviços de seus adversários, mas nas duas primeiras parciais, devolveu 87% do canadense.

Cansado, Milos não conseguia conter o grito quando batia na bola. Apesar disso, ele conseguiu produzir seus dois primeiros break points, os quais foram desperdiçados. Enquanto Andy confirmava com firmeza, o canadense passou a ter mais dificuldades em seu serviço, mesmo tendo melhorado seu primeiro saque. 

Jogando com muita segurança e sem baixar o ânimo, Raonic até conseguiu levar a parcial para o tiebreak, mas foi novamente superado com um placar de 7-2. Andy Murray é campeão em Wimbledon pela segunda vez em sua carreira. 

RANKING: Agora, Andy Murray vai a 10195 pontos no ranking e fica a pouco menos de 5000 de distância de Novak Djokovic, número um do mundo. Com o resultado, o britânico já garantiu vaga no ATP Finals, no final da temporada. Raonic, no entanto, segue sendo o sétimo do ranking, agora com 4285 pontos ganhos.