Copa Davis: Desfalcada, República Tcheca recebe a França pelas quartas de final

Sem Tomas Berdych, a equipe tcheca enfrenta a França entre os dias 15 e 17 de julho

Copa Davis: Desfalcada, República Tcheca recebe a França pelas quartas de final
Copa Davis 2016: Desfalcada, República Tcheca recebe a França pelas quartas de final/ Fotomontagem: Bruno de la Rocha/ VAVEL Brasil

Entre os dias 15 e 17 de julho ocorrem os confrontos de quartas de final do Grupo Mundial da Copa Davis de 2016. Neste especial da VAVEL Brasil, confira a análise da disputa que ocorre entre a França e a República Tcheca na Werk Arena, em Trinec.

Campeã em 2012 e 2013, a República Tcheca joga em casa. No entanto, não conta com sua principal estrela: o tcheco Tomas Berdych, semifinalista em Wimbledon na semana passada. O número um da dona da casa será o jovem Jiri Vesely. Aos 23 anos, 50º colocado no ranking da ATP, o ex-número um do mundo juvenil vem de grandes resultados nesta temporada, como a vitória contra o número um do mundo, Novak Djokovic, logo na primeira rodada do Masters 1000 de Monte Carlo.

O segundo nome tcheco será Lukas Rosol. Aos 30 anos, o tenista acumula na carreira vitórias inesquecíveis, como a eliminação de Rafael Nadal em Wimbledon. Rosol é o número 78 do mundo. Para completar o time, falta a dupla, que será composta pelo veterano Radek Stepanek e o jovem Adam Pavlasek.

Já a equipe francesa vem com quase força total. O número um será Jo-Wilfried Tsonga - 10º colocado no ranking da ATP- que foi eliminado somente nas quartas de final de Wimbledon justamente para o campeão Andy Murray, em cinco sets, com parciais de 7/6 6/1 3/6 4/6 6/1. O número dois da França será Lucas Pouille, atual número 21 do mundo, que também chegou às quartas do Major inglês, quando perdeu para Tomas Berdych.

A dupla francesa será a melhor do mundo na atualidade. Nicolas Mahut e Pierre Hugues Herbert são os atuais campeões de Wimbledon.  Este foi o quinto título de Mahut/ Herbert na temporada, quando ganharam os Masters 1000 de Indian Wells, Miami e Monte Carlo, além do ATP 500 de Londres. No ano, os franceses acumulam 23 vitórias e apenas quatro derrotas. Em Roland Garros, eles foram derrotados pelos espanhóis Marc e Feliciano Lopez nas oitavas de final por dois sets a zero, com parciais de 7/6 e 6/1.

Nas oitavas de final, a França passou facilmente pelos canadenses por cinco a zero, já os tchecos eliminaram os alemães fora de casa por três a dois. O time vencedor do confronto enfrenta nas semifinais ou os norte americanos, que jogam em casa, ou o time da Croácia, algoz do Brasil