Bellucci vence bósnio Brkic e está nas quartas em Biella; Feijão também avança

Número um do Brasil passou pelo tenista da Bósnia por dois sets a um, já Feijão conseguiu encerrar e vencer se jogo que havia sido interrompido na terça-feira

Bellucci vence bósnio Brkic e está nas quartas em Biella; Feijão também avança
Bellucci vence bósnio Brkic e está nas quartas em Biella; Feijão também avança/ Foto: ATP/ Divulgação

Nesta quarta-feira (27), o brasileiro Thomaz Bellucci venceu Tomislav Brkic da Bósnia por dois sets a um, com parciais de 6/3 4/6 e 6/0, em uma hora e 42 minutos de jogo. Com a vitória, o número um do Brasil avançou às quartas de final do ATP Challenger de Biella, na Itália.

O adversário de Bellucci na próxima rodada será o argentino Guido Andreozzi - 142º colocado no ranking da ATP - que vem de vitória sobre o jovem russo Aslan Karatsev de 22 anos e número 208 do mundo por dois sets a zero, com parciais de 6/2 e 6/2, em apenas 69 minutos em quadra.

Outro brasileiro em quadra, João Souza - o "Feijão" - conseguiu confirmar o favoritismo diante do convidado da organização, Gianluca Mager da Itália, ao vencer em três sets, com parciais de 7/5 6/7 e 6/4, em longas três horas de partida, que foi interrompida nesta terça-feira. 

Na segunda rodada, Feijão encara o cabeça de chave número um do torneio, Paolo Lorenzi da Itália, que derrotou na estreia o compatriota Filippo Volandri em três sets, com parciais de 6/0 3/6 e 6/1. Lorenzi recentemente conquistou o primeiro título da carreira, o ATP 250 de Kitzbuhel, na Áustria. Na decisão, ele ganhou de Nikoloz Basilashvili da Geórgia por dois sets a zero, com parciais de 6/3 e 6/4, em uma hora e 23 minutos de jogo.

O ATP Challenger de Biella, na Itália, ocorre entre os dias 25 e 31 de julho. O torneio distribui 110 pontos no ranking da ATP, além de cerca de 12 mil dólares de premiação para o campeão. Entre os favoritos ao título estão o italiano Paolo Lorenzi, o brasileiro Thomaz Bellucci, o sérvio Dusan Lajovic, o argentino Carlos Berlocq, o russo Karen Khachanov, o eslovaco Andrej Martin, o argentino Marco Trungelliti e o alemão Daniel Brands.