Masters 1000 de Toronto: Djokovic e Raonic avançam; Thiem e sensação Shapovalov caem

Número um do mundo venceu sua partida e avançou, assim como o finalista de Wimbledon. Jovem austríaco e algoz de Nick Kyrgios foram eliminados

Masters 1000 de Toronto: Djokovic e Raonic avançam; Thiem e sensação Shapovalov caem
Masters 1000 de Toronto: Djokovic e Raonic avançam; Thiem e sensação Shapovalov caem/ Foto:  Vaughn Ridley/Getty Images

Nesta quarta-feira (27), ocorreram os jogos válidos pela segunda rodada do Masters 1000 de Toronto, no Canadá. Cabeça de chave número um do torneio, Novak Djokovic da Sérvia, assim como o japonês Kei Nishikori, o canadense Milos Raonic e o belga David Goffin venceram e avançaram. Já a surpresa canadense Denis Shapovalov e o austríaco Dominic Thiem foram eliminados.

No jogo mais importante do dia, o número um do mundo - Novak Djokovic - venceu Gilles Muller de Luxemburgo por dois sets a zero, com parciais de 7/5 e 7/6, em uma hora e 43 minutos de jogo. Com a vitória, o sérvio avançou à terceira rodada, na qual terá pela frente o veterano Radek Stepanek da República Tcheca, que vem de vitória sobre o canadense Peter Polansky em sets diretos, com parciais de 7/6 e 6/4.

Outro cabeça de chave classificado às oitavas de final é o japonês Kei Nishikori. Nesta quarta-feira, ele derrotou o tenista da casa, Dennis Novikov de 22 anos e 131º colocado no ranking da ATP por dois sets a zero, com parciais de 6/4 e 7/5, em uma hora e 22 minutos em quadra. O próximo adversário de Nishikori será Rajeev Ram dos Estados Unidos, que eliminou o francês Lucas Pouille.

Finalista de Wimbledon, o jovem canadense Milos Raonic também confirmou o favoritismo e está na próxima fase. O tenista da casa ganhou de Yen Hsun Lu de Taipei por dois sets a zero, por duplo 6/3, em apenas 65 minutos. Nas oitavas, Raonic encara o jovem norte americano Jared Donaldson, que surpreendeu o italiano Fábio Fognini por dois sets a um, com parciais de 6/3 3/6 e 6/3.

Um dos favoritos que frustraram o público nesta quarta-feira foi o norte americano John Isner, que foi derrotado pelo compatriota Ryan Harrison em três sets. Já o austríaco Dominic Thiem foi eliminado pelo sul africano Kevin Anderson ao se retirar da partida ainda no primeiro set, quando perdia por 4/1. Além deles, o croata Marin Cilic também caiu na segunda rodada, ao ser derrotado pelo compatriota Ivo Karlovic. 

Já a sensação canadense Denis Shapovalov, que havia eliminado na primeira rodada o top 20, Nick Kyrgios da Austrália, por dois sets a um, com parciais de 7/6 3/6 e 6/3, em uma hora e 39 minutos de jogo, perdeu para o búlgaro Grigor Dimitrov por dois sets a zero, com parciais de 6/4 e 6/3, em uma hora e 13 minutos de partida. 

Shapovalov é o atual 370º colocado no ranking da ATP e vice líder do ranking júnior da ITF. O canadense nascido em Tel Aviv, Israel, é o atual campeão de Wimbledon júnior na chave de simples, além de ter conquistado o US Open em 2015 ao lado do compatriota Félix Auger-Aliassime. 

Na chave de duplas, o brasileiro Marcelo Melo, jogando ao lado do croata Ivan Dodig, venceu sua estreia diante da dupla croata composta por Marin Cilic e Marin Draganja por dois sets a um, com parciais de 7/6 6/7 e 10/5. Na próxima rodada, eles enfrentam os vencedores do confronto entre Henri Kontinen da Finlândia e John Peers da Austrália, que enfrentam o suíço Stan Wawrinka e o búlgaro Grigor Dimitrov. 

O Masters 1000 de Toronto, no Canadá, ocorre entre os dias 25 e 31 de julho. O torneio distribui 1000 pontos ao campeão, além de cerca de 800 mil dólares de premiação. Entre os principais favoritos ao título estão o sérvio Novak Djokovic, o suíço Stan Wawrinka, o japonês Kei Nishikori, o canadense Milos Raonic, o tcheco Tomas Berdych, o austríaco Dominic Thiem, o belga David Goffin, o croata Marin Cilic, o norte americano John Isner, o francês Gael Monfils, o australiano Bernard Tomic, o francês Lucas Pouille, Benoit Paire da França, o norte americano Steve Johnson e Jack Sock dos Estados Unidos.