Qualifying do US Open: Clezar surpreende e avança à última rodada; Feijão decepciona

Brasileiros tiveram dias opostos no qualifying do último Grand Slam da temporada

Qualifying do US Open: Clezar surpreende e avança à última rodada; Feijão decepciona
Guilherme bateu Smyczek e avançou à final do qualifying. (Foto: Getty Images)

Na tarde desta quinta-feira (25), deu-se inicio à segunda rodada das qualificações do US Open, em Nova York. Dos dois brasileiros que entraram em quadra, apenas o gaúcho Guilherme Clezar triunfou, enquanto João "Feijão" Souza desapontou a torcida após perder uma partida completamente favorável.

Clezar vence e fica a uma vitória da chave principal

Quem deu alegria à torcida brasileira foi o portoalegrense Guilherme Clezar. Enfrentando o cabeça de chave número dez, Tim Smyczek (USA), o brasileiro não deu chances e venceu por 7/6 (4) e 6/3, confirmando sua boa fase em quadras duras.

Jogando com confiança, Smyczek impôs muitas dificuldades para Guilherme, que não conseguia fazer pontos no primeiro saque do adversário. Mesmo assim, ele soube aproveitar o segundo serviço do americano, que acabou sucumbindo à pressão de Clezar. Esse foi o primeiro confronto entre os dois tenistas no circuito profissional.

Agora, o brasileiro terá de encarar outro tenista da casa: Alexander Sarkissian, que é especialista em quadras rápidas. Os dois jogadores nunca se enfrentaram na história. A partida será realizada amanhã, por volta das 12h na quadra 13 de Flushing Meadows.

Feijão abre larga vantagem, mas vacila e perde

À tardinha, foi a vez de João Souza entrar em quadra. Ele encarou o alemão Matthias Bachinger, número 514 do ranking mundial. Após vencer o primeiro set e abrir 4/0 no segundo, o brasileiro teve uma drástica queda de rendimento, e perdeu por 4/6, 7/6 (5) e 7/6 (6), depois de 3h07 de jogo.

A chave para vencer a partida estava no mental: enquanto Feijão desligava-se do jogo em certos momentos, Matthias teve a cabeça no lugar, e jogou com muita tática no segundo serviço do brasileiro, que errava muito no backhand.

João Souza volta agora para o Brasil, iniciando preparação para disputar o Challenger de Curitiba, no Paraná.