Stan Wawrinka vira contra Novak Djokovic e conquista o US Open pela primeira vez

Tenista suíço vence atual campeão de virada por três sets a um para conquistar o terceiro título de Grand Slam da carreira

Stan Wawrinka vira contra Novak Djokovic e conquista o US Open pela primeira vez
Wawrinka comemora seu terceiro título de Grand Slam/ Foto: AFP/ Divulgação
Novak Djokovic
1 3
Stan Wawrinka

Neste sábado (10), ocorreu o décimo quarto e último dia de jogos válidos pelo quarto e último Grand Slam do ano, o US Open. Disputado nas quadras rápidas do USTA Billie Jean King National Tennis Center, localizado em Nova Iorque, Estados Unidos, o torneio celebrou sua 136ª edição neste ano. 

Cabeça de chave número três da competição, o suíço Stan Wawrinka venceu Novak Djokovic da Sérvia - o número um do mundo e atual campeão – por três sets a um, com parciais de 6/7 6/4 7/5 e 6/3, em três horas e 55 minutos de jogo. Com a vitória, o tenista da Suíça conquistou o terceiro Grand Slam de sua carreira, o US Open.

Este foi o terceiro título de torneios Major na carreira de Wawrinka, que já havia levantado o título do Australian Open de 2014, ao derrotar na final o espanhol Rafael Nadal por três sets a um, com parciais de 6/3 6/2 3/6 e 6/3, além de Roland Garros de 2015, quando bateu o mesmo Djokovic em quatro sets, com parciais de 4/6 6/4 6/3 e 6/4.

O jogo

Wawrinka começou instável, cometendo muitos erros não forçados, permitiu que Djokovic conquistasse a quebra e abrisse 5/3 para sacar para a primeira parcial. Em um momento de desconcentração, o sérvio cometeu uma dupla falta e acabou cedendo o empate ao adversário. Desse modo, a definição foi para o tiebreak. Incontestável e sem cometer sequer um erro não forçado, o número um do mundo fechou em 7/1.

Se recuperando da má fase, Stan iniciou o segundo set sacando muito bem. Enquanto Djoko estava um pouco abaixo, como resultado, o suíço quebrou o adversário, abrindo 3/1. No entanto, logo na sequência, o tenista da Sérvia empatou. No nono game, quando o sérvio sacava para empatar, com excelentes devoluções, o suíço conquistou o break para empatar em 6/4.

A terceira parcial começou assim como a segunda. Com uma quebra de vantagem, Wawrinka tinha 3/1 de vantagem. Porém, na sequência, o sérvio empatou em 3/3. A partir daí o jogo ficou cada vez mais equilibrado. Entretanto, quando o atual campeão sacava no 12º game, agressivo e dominante com o backhand, o tenista da Suíça conquistou a quebra crucial para virar a partida por 7/5.

Com problemas físicos, o número um do mundo começou a partida jogando abaixo do normal. Logo em seu primeiro game de serviço, após abrir 40/15, cometeu uma série de erros não forçados e permitiu o break. Mesmo após dois atendimentos médicos, Djokovic não foi capaz de repetir seu melhor tênis. Dessa forma, Stan Wawrinka continuou dominante para fechar a partida em 6/3 e conquistar seu primeiro título do US Open na carreira.

No confronto direto, Djokovic e Wawrinka já se enfrentaram 24 vezes na história do circuito profissional, sendo 20 vitórias do sérvio e apenas quatro do suíço. Nos seis confrontos em Grand Slam, o natural de Belgrado venceu quatro, sendo este o mesmo número de vezes em que as partidas foram ao quinto set.

Na semifinal, Wawrinka, 3° melhor do mundo, vem de vitória contra o japonês Kei Nishikori, sétimo do ranking da ATP, por três sets a um, com parciais de  4/6, 7/5, 6/4 e 6/2. Já o sérvio Novak Djokovic, número um do mundo, derrotou o francês Gael Monfils, 12° do ranking da ATP, por três sets a um, com parciais de 6/3, 6/2, 3/6 e 6/2.

Entre os dias 29 de agosto e 11 de setembro, ocorreu a 136ª edição do US Open - o quarto e último Grand Slam da temporada. A melhor cobertura do tênis mundial, você acompanha na VAVEL Brasil.