Rafael Nadal anuncia que irá abandonar restante da temporada 2016

Espanhol irá aguardar até a próxima temporada para tentar retornar ao circuito sem lesões

Rafael Nadal anuncia que irá abandonar restante da temporada 2016
(Foto: Reuters)

Apenas um dia após inaugurar a "Rafa Nadal Academy", o espanhol Rafael Nadal veio à público para revelar: não irá mais disputar torneios em 2016. Apesar de estar quase qualificado para o ATP Finals em Londres, o "rei do saibro" pôs um fim na temporada, já pensando em retomar a boa forma para o ano seguinte.

Pela segunda vez seguida, Nadal terminou a temporada sem vencer nenhum Grand Slam. Mas neste ano, o "touro miúra" pelo menos pôde comemorar: venceu um Masters 1000 em Monte Carlo, local que o concedeu mais títulos do gênero em sua carreira.

Falando sobre as lesões e o abandono, Rafa foi categórico ao afirmar que, o principal culpado por isso foi ele mesmo, que tentou acelerar sua recuperação para conseguir voltar a tempo de disputar os Jogos Olímpicos Rio 2016.

"Não é segredo nenhum dizer que cheguei muito justo aos Jogos Olímpicos em termos de preparação e não totalmente recuperado, mas o objetivo era competir e ganhar uma medalha para a Espanha. Essa recuperação acelerada me causou dores em todos os torneios desde então e agora me vejo obrigado a parar e pensar já em 2017." afirmou o espanhol.

Mesmo com dores intensas no pulso, Nadal foi destaque na Rio 2016, conseguindo ganhar o tão sonhado ouro (nas duplas masculinas) para a Espanha.

Ao final da entrevista, Rafael também pediu desculpas por não poder cumprir com o resto de seu calendário, que também previa participações no ATP 500 da BasiléiaMasters 1000 de Paris ATP Finals.

"Sinto muito por não poder jogar na Basileia, na semana que vem, visto que tenho uma lembrança muito boa do torneio e da final com Federer em 2015. Tampouco poderei estar no Masters de Paris, onde sempre fui acolhido com tanto carinho." lamentou o natural de Manacor.

RANKING: Com a desistência, Nadal já garante que não passará de sétimo no ranking ATP ao final do ano. A tendência é que ele ainda seja ultrapassado por Dominic Thiem, podendo também perder posições para os que vem mais abaixo.