Buscando o 19° Slam, Federer desafia Cilic na final de Wimbledon

Suíço e croata irão duelar pelo título do terceiro Grand Slam do ano

Buscando o 19° Slam, Federer desafia Cilic na final de Wimbledon
(Foto: Reuters)

Maior da história ou o azarão? Às 9h deste domingo (16), será definido o grande campeão de Wimbledon. No All England Lawn and Tennis Club, o suíço Roger Federer, heptacampeão do torneio, irá enfrentar o croata Marin Cilic, detentor de um Grand Slam na carreira. 

Será a oitava vez que irão se enfrentar na história do circuito. O retrospecto é favoravel ao natural da Basiléia, que lidera por 6 a 1. Curiosamente, o último confronto foi justamente em Wimbledon, no ano passado, quando Cilic liderava por dois sets a zero e Federer buscou a virada.

Federer busca recorde histórico no torneio

Quebrar recordes é algo rotineiro para Roger. Maior campeão de Grand Slams da história, com 18 taças, ele tenta agora ser também o mais vitorioso na grama sagrada. São sete títulos em Wimbledon até agora, empatado ainda com Pete Sampras Willian Renshaw.

Apesar disso, o atual número cinco do ranking prega respeito e lembra-se claramente do que aconteceu em 2014, quando enfrentou o mesmo adversário no US Open.

"Sei que muitos jogadores sonham em jogar nesta Quadra Central. Vou fazer minha 11° final aqui, e me sinto muito sortudo, um privilegiado, de verdade. Mas sobre o jogo, tenho de ficar atento. O Cilic já me arrasou uma vez no US Open, então devo me preparar para dificuldade. Ele é um jogador muito agressivo."

Com o título, Federer apareceria como terceiro do mundo na próxima segunda-feira. Caso seja vice, cairá para a sexta colocação.

Caminho de Roger Federer até a final de Wimbledon: 

R1 - Alexandr Dolgopolov (UKR) - 6/3 3/0 ret.
R2 - Dusan Lajovic (SRB) - 7/6 6/3 6/2
R3 - Mischa Zverev (GER) - 7/6 6/4 6/4
R4 - Grigor Dimitrov (BUL) - 6/4 6/2 6/4
QF - Milos Raonic (CAN) - 6/4 6/2 7/6
SF - Tomas Berdych (CZE) - 7/6 7/6 6/4

Demonstrando imensa precisão e calma, o suíço ainda não perdeu sets no torneio, tendo uma enorme vantagem a seu favor na final: com 35 anos, é essencial ter partidas mais curtas e maior tempo de descanso.

Cilic tenta segundo Slam e melhor ranking

Campeão do US Open em 2014, Marin Cilic chega a mais uma final de Grand Slam, desta vez sem derrotar um grande nome no caminho. Agora, ele tentará ser o segundo croata da história a vencer Wimbledon, seguido por Goran Ivanisevic, campeão em 2001.

A chave se abriu para Cilic, mas seu merecimento é claro. O número seis do mundo sabe que jogou um tênis impecável no torneio.

"A forma como tudo aconteceu aqui foi inacreditável. Parece que o torneio se moldou para que eu chegasse na final. Estou feliz e sei que joguei bem desde a primeira rodada. Agora é meu maior desafio: terei de escalar uma montanha contra o Federer na final"

Com o título, Marin poderá chegar ao quinto lugar do ranking mundial, que seria o seu melhor da carreira. Com o vice, permanece em sexto.

Caminho de Marin Cilic até a final de Wimbledon: 

R1 - Phillip Kohlschreiber (GER) - 6/4 6/2 6/3
R2 - Florian Mayer (GER) - 7/6 6/4 7/5
R3 - Steve Johnson (USA) - 6/4 7/6 6/4
R4 - Roberto Bautista Agut (ESP) - 6/2 6/2 6/2
QF - Gilles Muller (LUX) - 3/6 7/6 7/5 5/7 6/1
SF - Sam Querrey (USA) - 6/7 6/4 7/6 7/5

Tênis