Em jogo interrompido pela chuva, Monteiro bate Dolgopolov e avança à segunda rodada em Gstaad

Brasileiro perdeu set, mas bateu ucraniano e segue vivo no torneio suíço

Em jogo interrompido pela chuva, Monteiro bate Dolgopolov e avança à segunda rodada em Gstaad
Brasileiro vibrou com difícil vitória no saibro suíço (Foto: ATP World Tour/Divulgação)
Alexandr Dolgopolov
1 2
Thiago Monteiro

Foi difícil, mas veio. A primeira vitória do Brasil em torneios ATP nesta semana foi de Thiago Monteiro, que com o placar de 7/6 (5), 3/6 e 6/3, venceu o ucraniano Alexandr Dolgopolov na primeira rodada do ATP 250 de Gstaad, na Suíça. Essa foi a primeira vez que os tenistas se enfrentaram na história do circuito.

Em termos de ranking, a vitória não significou muito para o cearense, mas pode ajudar no retorno ao Top 100. Ele deverá subir cinco posições, chegando à 109°, dependendo ainda de outros resultados paralelos.

Na segunda rodada, ele irá enfrentar o vencedor da partida entre Renzo Olivo, da Argentina ou Robin Haase, da Holanda. Contra o natural de Rosário, o brasileiro tem retrospecto negativo de 1-3, e contra Haase, o confronto é ainda mais icônico: o holandês o venceu justamente em Gstaad, no ano passado.

O jogo

Desde o começo, era nítido que Dolgopolov estava mais compenetrado no jogo. Da linha de base, ele ganhava a maior parte dos pontos, e logo abriu 3/1, conquistando quebra de serviço sem dificuldades.

O momento durou até o final do set, onde Thiago começou a utilizar-se de seu forte backhand para encurralar o ucraniano e devolver a quebra de saque em 5/5. Com duas fáceis confirmações, o set foi para o tiebreak, onde a chuva começou e interrompeu o jogo.

Mesmo com dificuldades, o cearense ficou na frente do placar na maioria do tempo, fazendo 2-0 e depois 4-3, de onde administrou a mini-quebra e venceu a parcial por 7-5.

No segundo set, Alexandr entrou mais animado e disposto a virar a partida. Matando os pontos na rede, ele não deixou Monteiro reagir, e viu-se levar a parcial por 6/3, com muita facilidade e em poucos minutos.

Visivelmente cansado, Dolgopolov parecia ter dado tudo de si para vencer a segunda parcial, e Thiago tinha cada vez mais facilidade de bater a bola no fundo, visto que o ucraniano não conseguia mais deslocá-lo.

Apesar de focado, o ucraniano viu-se perdido no sexto game, onde perdeu o saque com diversos erros não-forçados. Desta maneira, Monteiro teve calma para sacar para o jogo e fechar em 6/3.