O pupilo supera o mestre: Alexander Zverev derrota ídolo Federer e é campeão em Montréal

Jovem tenista bate suíço em sets diretos e conquista segundo Masters de sua carreira; alemão já soma cinco títulos na temporada

O pupilo supera o mestre: Alexander Zverev derrota ídolo Federer e é campeão em Montréal
(Foto: Minas Panagiotakis/Getty Images)
Alexander Zverev
2 0
Roger Federer

Na tarde deste domingo (13), o jovem Alexander Zverev consagrou-se campeão do Masters 1000 de Montréal, ao derrotar Roger Federer, em sets diretos. Com atuação praticamente impecável, o jovem precisou de pouco mais de uma 1h para superar o suíço, parciais de 6/3 6/4.

Este é o segundo título de Masters 1000 na carreira do jovem alemão. O primeiro veio há pouco mais de dois meses, em Roma, quando bateu o sérvio Novak Djokovic em sets diretos. Na temporada, já são cinco canecos para o alemão, empatando em títulos com o próprio adversário desta tarde. Ninguém ganhou mais títulos que os dois em 2017.

Com este resultado em Montréal, o alemão subirá uma posição e se consolidará como sétimo no ranking da ATP. Além disso, Zverev já garantiu sua classificação para o Next Generation ATP Finals, evento que ocorrerá em novembro em Milão e conta com a participação dos tenistas com idade até 21 anos com melhor desempenho no ano.

Esta foi apenas a terceira derrota de Roger Federer em 2017. Antes, o suíço havia perdido para Evgeny Donskoy, em Dubai; e para Tommy Haas, em Stuttgart. Com o vice-campeonato, o suíço ficou 320 pontos atrás de Rafael Nadal na corrida pelo número 1 do mundo. 

Resumo da partida

(Foto: Minas Panagiotakis/Getty Images)

Federer começou a partida com bastante dificuldade em seus games de serviço. Logo no quarto game, Zverev conquistou uma quebra e liderou a parcial com tranquilidade, fechando em 6/3, em apenas 30 minutos. O alemão teve desempenho superior no seu primeiro serviço, alcançando o percentual de 83%. Federer cometeu seis erros não-forçados contra nove do alemão, mas disparou apenas três bolas vencedoras contra dez de seu adversário.

A segunda parcial começou com os dois trocando games, mas Federer, especialmente, encontrava muitos problemas para confirmar seus serviços. O suíço parecia bastante desconfortável com seu saque, levantando a suspeita de que poderia estar com algum incômodo ou lesão. Tentando encurtar os pontos, o suíço cometia inúmeros erros não-forçados.

Na metade do set, Federer teve chance de quebrar o adversário, mas Zverev salvou todas as três oportunidades de break, demonstrando grande frieza. Sacando no 3/3, Federer esteve irreconhecível e foi quebrado de zero. Ao final, ambos trocaram games e Zverev fechou em 6/4. 

Tênis