Anderson bate Querrey e vai às semis do US Open

Sulafricano bateu o último americano na chave masculina, Sam Querrey, em mais de 3h32 de partida. Ele chega a uma semifinal de Grand Slam pela 1º vez na carreira, e 14 anos após Wayne Ferreira ter alcançado esta mesma fase no Australian Open de 2003

Anderson bate Querrey e vai às semis do US Open
Foto: US Open / Divulgação
Kevin Anderson
3 1
Sam Querrey

O Arhur Ashe Stadium, dentro do complexo Billie Jean King Tennis Center, em Nova York, teve um belíssimo jogo que encerrou a sessão noturna desta terça (5). Diferente da previsão inicial, de um jogo de muito saque e pouca disputa técnica, o americano Sam Querrey e o sulafricano Kevin Anderson protagonizaram um dos melhores jogos deste US Open 2017 até o momento. Com bons saques, e boas disputas de fundo e algumas na rede, uma verdadeira batalha de 4 sets se estendeu pela madrugada da quarta (6), se encerrando quase as 3h com a vitória do sulafricano.

O 1º set mostrou que ambos estavam aproveitando bem seus serviços, muitas vezes ganhando pontos já no saque, sem sequer a bola retornando. Anderson tem mais recursos de fundod e quadra, com golpes de backhand sólidos e um forehand tão forte e fundo quanto de Querrey. Mesmo com este ponto técnico a seu favor, o americano vinha sacando bem e não dava chances para disputar mais do que 2 ou 3 bolas. Com isso, o tie break foi necessário. Eis que nele, Sam conseguiu uma brecha no serviço de Kevin, e chegou a abrir 5-2 de vantagem. Isso pareceu servir de impulso ao sulafricano, que jogou de maneira precisa todas as bolas em quadra, virando o tie break para fechar em 7-5.

O 2º set continuou com ambos em jogo franco de pancadaria logo no saque e depois muitas bolas cruzadas e fundas com forehand, com ambos buscando surpreender o adversário buscando ás vezes as paralelas, e com relativo sucesso. Anderson conseguiu 1 quebra de vantagem no set, porém não a sustentou por muito tempo e logo viu o placar igualado em 4/4. Se seguiram confirmações de ambos sem grandes dificuldades e novo tie break a ser jogado pela frente. Eis que nele, vimos talvez um dos tie breaks mais malucos do US Open 2017. Querrey tinha 6-1 de vantagem e pelo menos 4 Set Points para empatar o jogo. Não apenas desperdiçou eles, como viu Anderson virar novamente e chegar ao 7-8, com Set Point a seu favor agora. Nisso ambos foram sacando e confirmando seus pontos até o 9-9, quando Kevin vacilou e cedeu o Mini Break. Com saque nas mãos e a história de 2 viradas em 2 sets, Querrey foi firme no saque, vendo a devolução de Anderson flutuar para fora e assim empatar o jogo em sets.

O 3º set foi talvez o pior da partida não só pela questão da intensidade, mas principalmente da forma como Querrey caiu de rendimento. Lutou bravamente tentando quebrar o saque do sulafricano logo no 1º game, mas sem sucesso. Eis que no 6º game do set, ele teve o mesmo trabalho que Anderson no game inicial, mas no caso não sustentou o saque e foi quebrado. Em um jogo onde o saque e 2º bola mandaram por boa parte do tempo, esta quebra fez Querrey diminuir um pouco sua intensidade e Anderson fechou o set em 6/3.

O último set foi de confirmações e boas trocas de ambos, que voltaram às suas intensidades de jogo iniciais. Com algo parelho de novo entre eles, um tie break seria disputado, o que fatalmente ocorreu. Nele, um misto de emoções de ambos. Anderson teve Match Point no 6-5, mas como era saque do Querrey não conseguiu converter, e ainda viu o placar virar para 6-7 com Set Point. Tendo o saque em mãos, fez a lição de casa e se manteve na disputa do tie ainda. Com nova chance de Match Point no saque de Querrey, Kevin jogou tudo sobre a devolução, e Sam acabou jogando o forehand para fora, selando assim a vaga na semifinal para o sulafricano.

Anderson enfrentará o cabeça de chave 12 da chave de simples, o espanhol Pablo Carreño Busta, que venceu o argentino Diego Schwartzman em sets diretos.