Goffin quebra tabu, vence Federer pela primeira vez na carreira e vai à decisão do ATP Finals

'Azarão' faz grande jogo, elimina favorito em improvável virada e disputará primeira decisão de Finals da carreira

Goffin quebra tabu, vence Federer pela primeira vez na carreira e vai à decisão do ATP Finals
(Foto: Hongbo Chen/Action Plus via Getty Images)
Roger Federer
1 2
David Goffin

O inesperado aconteceu em Londres neste sábado (18). Roger Federer e David Goffin entraram em quadra pela primeira semifinal do ATP Finals. De um lado, o hexacampeão, buscando sua décima primeira final. Do outro, um jovem tenista, sonhando com a maior final de sua carreira.

O suíço jamais havia perdido para o belga no circuito. Mas, se dizem que "para tudo há uma primeira vez", o dia de Goffin finalmente chegou. O sétimo classificado tratou de tirar o zero do head-to-head, e logo de uma maneira espetacular. De virada, o belga bateu Federer por 2 sets a 1, parciais de 2/6, 6/3 e 6/4, em quase 2h de jogo.

David Goffin agora aguarda a definição de seu adversário na grande decisão do ATP Finals de 2017, a ser realizada no próximo domingo (19). O segundo finalista sairá do confronto entre Grigor Dimitrov Jack Sock, que entram em quadra às 18h deste sábado.

+ Melo e Kubot dominam Harrison/Venus e estão na decisão do ATP Finals

Resumo da partida

(Foto: GLYN KIRK/AFP via Getty Images)

Federer ganhou o sorteio, mas adotou uma estratégia diferente e escolheu receber, testando o emocional de Goffin. O primeiro game, com duração de quase 8 minutos, foi bastante tenso, com inúmeras igualdades e break points à favor do suíço. Apenas na quinta chance, Roger conseguiu quebrar e largou na frente: 1/0. Com 3/1 contra, o belga não encontrou bons primeiros serviços e se viu em um grande buraco no game: 0-40. Goffin conseguiu salvar dois breaks, mas viu o suíço disparar um belo winner para fazer o 4/1.

Nesta altura da partida, Goffin estava completamente dominado pela variação de Federer, que ora aprofundava as bolas, ora abusava das deixadas. Em um game fulminante, Federer consolidou a segunda quebra, ficando a um game de fechar o set. O belga tornou a sacar, precisou salvar set point, mas conseguiu confirmar, jogando a responsabilidade para o rival. Servindo no 5/2, Roger não sentiu o peso e fechou com tranquilidade, abrindo 1 a 0 na semifinal.

Após um primeiro set bem abaixo, Goffin elevou o nível. O belga abriu a segunda parcial confirmando o seu saque, e causou inúmeros problemas para Federer logo no segundo game, com ótimas devoluções. Após três igualdades no longo game, Goffin chegou ao primeiro break point e não desperdiçou: 2/0. O suíço não encontrou respostas para a reação de seu adversário, que se apresentava muito mais agressivo e confortável em quadra. 

Vencendo por 4/2, Goffin encarou break point, mas não se intimidou e levou Federer ao erro na rede. Com bons saques em sequência, o belga confirmou seu serviço e se aproximou da igualdade na partida. Irreconhecível, o suíço acumulava inúmeros erros não-forçados e, em um nono game pra lá de veloz, Goffin fechou a parcial em 6/3, igualando a semifinal em 1 a 1.

O terceiro e decisivo set começou tenso, com os dois tenistas confirmando seus serviços com alguma dificuldade. No terceiro game, Goffin encaixou belos winners, sufocou Federer e conseguiu a quebra, abrindo 2/1 e saque. Mostrando enorme força mental e muita solidez do fundo de quadra, o belga não oscilou e não deu brechas para Roger em seus games de saque, trocando games até o 5/4 a favor, quando sacou pro jogo. Goffin abriu o game com dois aces consecutivos, freou qualquer faísca de reação do rival e cravou o 2 a 1.