Sem grandes sustos, Nadal vence Mayer e avança no Australian Open

O espanhol número 1 do mundo dominou o argentino durante o jogo todo e o derrotou por 3 sets a 0, garantindo vaga na terceira fase

Sem grandes sustos, Nadal vence Mayer e avança no Australian Open
Foto: XIN LI/Getty Images

Rafael Nadal segue sem perder sets no Australian Open. Nessa quarta-feira (16), o espanhol líder do ranking da ATP venceu o argentino Leonardo Mayer, 52° do mundo, por 3 sets a 0, parciais de 6/3, 6/4 e 7/6(4), em 2h38 de partida.

Rafael Nadal comentou após o jogo a importância de se sentir bem em quadra, e a satisfação em conseguir as vitórias.

“Estou muito contente por ganhar, é muito importante para mim encadear vitórias num dos meus torneios favoritos. A verdade é que me sinto bem no court”, disse o número 1 do mundo.

Agora na terceira rodada do torneio australiano, o espanhol irá encarar o bósnio Damir Dzumhur, que venceu na segunda rodada o australiano John Millman por 3 a 1, com parciais de 7/5, 3/6, 6/4 e 6/1. 

Para esse duelo contra o bósnio, o espanhol se monstrou preocupado com a previsão de enorme calor para o jogo.

“Bom, se as condições forem extremas, espero que a organização feche o teto. É um problema de saúde. É mau sinal quando vemos os jogadores a sofrer e pondo a sua saúde em risco. Não gosto de ver jogadores desistindo. Mesmo que goste de jogar com calor, quando é demais torna-se perigoso para a saúde”, salientou Nadal.

Domínio espanhol do ínicio ao fim

O jogo começou dando sinais de certo equilíbrio entre os adversários. Mayer demonstrava a intenção de querer encurtar os pontos, mas nem sempre funcionava. No quarto game, após erros consecutivos do argentino, Nadal conseguiu a quebra e abriu 3-1 na parcial. 

Logo após ser quebrado, o argentino se recuperou e conseguiu duplo break point para poder devolver a quebra. Porém, o espanhol fechou a porta, se recuperou e confirmou o serviço praticamente encaminhando a vitória no primeiro set.

No oitavo game, o espanhol teve triplo set point, mas não aproveitou. No game seguinte, sacando, Nadal não perdeu a chance novamente, viu Mayer ficar na rede num 30-30, e sacou firme para vencer o primeiro set em 6/3.

A tônica da segunda parcial não foi muito diferente da primeira. Enquanto o espanhol era sólido e praticamente não errava, o argentino abusava dos erros não forçados.

Logo no primeiro game, Nadal aproveitou as brechas deixadas por Mayer e quebrou seu serviço para ficar na frente da parcial. O espanhol confirmava rapidamente seus saques, já o argentino suava para seguir vivo no set.

No décimo game, Nadal, além do ótimo tênis, ainda contou com a sorte, quando 30-15, a bola de Mayer pegou na fita e não passou, deixando o espanhol com duplo set point. Depois disso, o número 1 do mundo só teve o trabalho de manter o ótimo aproveitamento de saque para fechar a parcial em 6/4 e botar 2 a 0 no placar.

O terceiro set foi o mais equilibrado do jogo. Os oito primeiros games foram de muita técnica de ambos os lados, principalmente por conta de um Mayer mais ligado e agressivo na partida.

No nono game o argentino voltou a se desligar da partida, após cometer dupla falta, viu Nadal ter o break point e aproveitar a chance para fazer 5/4 e podendo sacar para o jogo.

Quando todos acreditavam que o jogo tava encerrado, o argentino deu mais um suspiro e devolveu a quebra, se mantendo vivo na partida. Após duas confirmações de serviços, o set foi para o tie break.

Como diz a lenda, o tie break sempre é do tenista que agride, e pra variar isso se confirmou. O espanhol foi pra cima, viu Mayer voltar a se abalar no jogo e aproveitou para encerrar a parcial em 7/6 e a partida em 3 sets a 0.