Nishikori: "Chung é completo. É bom haver outro asiático no topo"

O asiático ex-número 5 do mundo rasgou elogios ao sul-coreano que surpreendeu a todos com a grande campanha no Australian Open

Nishikori: "Chung é completo. É bom haver outro asiático no topo"
Foto: Getty Images/Tasos Katopodis

Hyeon Chung segue dando o que falar no circuito. O sul-coreano de 21 anos foi elogiado pelo japonês Kei Nishikori, 27° do mundo, que falou muito bem do sul-coreano, e disse estar muito feliz por existir outro asiático competindo entre os melhores.

“O Chung é muito completo. Está muito forte neste momento e é uma questão de tempo até chegar ao top 10. As suas pancadas de fundo do court são tão boas como as de outros tenistas de topo. Ele é uma ameaça para todos, incluindo para mim. É bom haver outro asiático no topo. Penso que isso nunca aconteceu e é bom podermo-nos desafiar um ao outro!”, disse o japonês.

Curiosamente dias atrás durante o Australian Open, Kei Nishikori foi lembrado por Chung durante a conferência de imprensa. O sul-coreano rasgou elogios ao ex-número 5 do mundo, e confessou tê-lo como uma inspiração no tênis asiático.

“O primeiro jogador asiático e mostrar-nos que era possível foi o Kei Nishikori. Ele é o orgulho dos jogadores asiáticos e todos queremos seguir os seus passos”, disse o sul-coreano de 21 anos.

O japonês que voltou às quadras essa semana, durante o Challenger de Dallas, nos Estados Unidos, após longo tempo parado por uma lesão no pulso direito, contou sobre como está sendo essa volta.

“Na semana passada senti-me a 30 por cento, nesta já me senti a 50. Acima de tudo estou muito feliz porque o pulso não me dói e já posso bater direitas e esquerdas tranquilamente. É claro que ainda há muito trabalho para ser feito, mas senti que já bati bem melhor na bola', contou Nishikori.

Nas oitavas do torneio, o japonês irá enfrentar o vencedor do confronto entre o alemão Mathias Bachinger, 162 dp ranking da ATP, e o russo Evgeny Karlovskiy, oriundo da fase de qualificação e 304º do mundo.