Em final emocionante, Sada/Cruzeiro bate Sesi-SP e é campeão da Copa Brasil

Aconteceu neste sábado (25) a final da Copa Brasil de Vôlei masculino em Maringá-PR. Chegaram na final as duas equipes que mais investiram para essa temporada: Sada/Cruzeiro e Sesi-SP, que fizeram jus ao investimento e brigaram por cada ponto do jogo. Ambos tiveram a bola do jogo, mas foi em um bloqueio de Leal em Renan que o Sada/Cruzeiro fechou o jogo por 3 sets a 2 (parciais de 21/17, 15/21, 16/21, 21/15 e 17/15) e garantiu o terceiro título da temporada para o time mineiro (o clube também ganhou nessa temporada o Mundial de Clubes e o Campeonato Mineiro).

As equipes começaram a partida cometendo erros na recepção, principalmente na equipe do Sesi-SP, onde os centrais Lucão e Sidão pouco participaram e facilitou o jogo para a defesa do time mineiro, que abriu vantagem e fechou o set em 21/17.

No segundo set o Sesi-SP se equilibrou na recepção e o jogo dos centrais começou a aparecer, Lucão começou a atacar e sacar bem e o time paulista abria no placar. O técnico do Sada Marcelo Mendez pediu tempo, mas o time não andava, e em um bloqueio de Lucão sobre o cubano Leal, fechou o set em 21/15 e empatou a partida.

Lucão seguia sendo o destaque do Sesi e fez uma sequência fantástica de oito saques fortes seguidos, abrindo uma larga vantagem de 11/4, embora o Sada/Cruzeiro seguisse sempre lutando pelos pontos, buscando reagir, mas o Sesi não saiu da dianteira e fechou o set em 21/16.

O Sesi-SP tinha a chance de ecaminhar o título, porém, mesmo com o bom início no set, o time cedeu dez pontos de graça para a equipe do Sada/Cruzeiro, tornando uma reação impossível. E como foi a tônica do set, Sidão errou o saque e deu numeros finais ao set: 21/15.

Não faltou emoção desde o primeiro ponto no quinto e último set. O Sesi sempre abria mas o Cruzeiro encostava, até que com dois bloqueios de Lucarelli o time paulista abriu uma vantagem de três pontos (12/9).

(Foto: Reprodução)

O Cruzeiro reagiu e o Sesi teve a primeira oportunidade de fechar o jogo mas não confirmou. Foi a vez dos mineiros terem a oportunidade de fechar o jogo, mas não confirmava e a equipe de São Paulo teve suas três chances de vencer, mas não confirmaram e as equipes trocaram pontos até que o Cruzeiro teve o match point (o quinto) e Leal bloqueou o ataque de Renan, fechando o duelo em 17 a 15 e 3 sets a 2.

VAVEL Logo