Molico/Osasco e Sesi têm estreia tranquila no Sul-Americano
O Molico/Osasco estreou sem dificuldade alguma no Sul-Americano feminino (Foto: João Pires)

As equipes sul-americanas iniciaram ontem sua caminhada no Sul-Americano Feminino, torneio este que dá vaga para o Mundial de Clubes (Federação Internacional de Vôlei) . O torneio conta com duas equipes brasileiras, o Sesi-SP e o Molico/Osasco, mas, acima de tudo, o que mais se destaca na competição é o gritante desnível técnico das duas equipes em questão em relação às outras, não a toa, ambas estrearam ressaltando seu favoritismo, vencendo sem a menor dificuldade por 3 sets a 0 as colombianas da Universidad Politécnica e as bolivianas da Universidad San Francisco Xavier, respectivamente.

Em entrevista ao site oficial da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), o técnico do Molico/Osasco, Luziomar de Moura, não deixou de evidenciar a disparidade técnica, contudo, destacou a importância da competição:

“Nós sabíamos do desnível técnico dos adversários, mas sabemos também da importância da competição e de como essas equipes encaram a nossa equipe. Nós somos ‘espelho’ para esses times. Então, pedi para a equipe respeitar bastante e jogar com seriedade, porque no Sul-Americano somos uma referência por mostrarmos um pouco do voleibol brasileiro”.

Nesta quinta-feira, o torneio sediado na cidade de Osasco segue normalmente. A equipe da casa enfentará o Universidad Metropolitana Assunción do Paraguai às 19h, enquanto isso o Sesi encarará as chilenas do Ado às 21h.

Resultados da rodada de abertura:

Club Liga Nacional Peru 3 x 0 Ado (CHI) (25/18, 25/14 e 25/22)

Boca Juniors (ARG) 3 x 0 U. Metropolitana Asunción (PAR) (25/13, 25/15 e 25/18)

Molico/Nestlé (BRA) 3 x 0 U. San Francisco Xavier (BOL) (25/13, 25/5 e 25/8)

Sesi-SP 3 x 0 C. Universidad Politécnica (COL) (25/9, 25/9 e 25/6)

VAVEL Logo