Rio de Janeiro sofre, mas vence Volero Zurich na estreia do Mundial de Clubes
(Foto: Marcio Rodrigues/MPIX)

Atuais campeeãs sul-americanas, a equipe do Rio de Janeiro teve trabalho na estreia do Mundial de Clubes. Enfrentando as anfitriãs Volero Zurich, as cariocas sofreram, mas conseguiram vencer por 3 sets a 1 (30/28, 25/22, 33/35 e 25/22), colocando um pé na semifinal da competição.

Com os três pontos conquistado, basta vencer apenas dois sets no confronto desta sexta-feira (08), contra o Mirandor, para avançar às semifinais. O Mundial de Clubes trata-se do torneio de maior prestígio no voleibol e o único troféu que a equipe do Rio de Janeiro ainda não conquistou.

O jogo

O Rexona-Ades, mesmo com vantagem apertada, liderou o placar no primeiro set, indo para as paradas técnicas vencendo por 8/5 e 16/13. Na reta final, a equipe brasileiro abriu 23/20, mas permitiu a reação das suíças e sofreu para abrir 1 a 0 no jogo com 30/28.

A história do primeiro set se repetiu no segundo. O Rexona-Ades abriu vantagem e liderou a parcial desde o início, fazendo 8/7, 11/7 e 16/13. O Volero Zurich reagiu, deixou tudo igual (17/17), mas logo as brasileiras retomaram a ponta e anotaram 25/22.

O Volero Zurich entrou no terceiro set para o famoso “tudo ou nada”. As suíças começaram melhor e lideraram a parcial, mas sempre com o Rexona-Ades na cola. Na reta final, de forma emocionante, as suíças forçaram o quarto set com 35/33.

No quarto, após o baque na parcial anterior, o Rexona-Ades entrou mais ligado. O time brasileiro liderou boa parte do set, mas novamente o Volero Zurich encostou (21/21). O Rexona-Ades, entretanto, não vacilou e deu números finais ao confronto com 25/22.

VAVEL Logo