Cruzeiro não enfrenta resistência por parte do Maringá e vence segunda na Superliga
Foto: Renato Araújo/Divulgação Sada Cruzeiro

Cruzeiro e Maringá duelaram na noite deste sábado (14), no Ginásio Poliesportivo do Riacho, em Contagem, pela segunda rodada da Superliga Masculina de Vôlei. Os mineiros, atuais campeões mundiais, levaram a melhor por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/19 e 25/21, e conquistaram o segundo triunfo na competição, enquanto os paranaenses venceram apenas um confronto.

A noite foi motivo de comemoração para o levantador da Raposa, Fernando Cachopa. Premiado com o troféu Viva Vôlei após o duelo, o jogador teve a responsabilidade de substituir Willian, e além de dar conta do recado, recebeu o prêmio de melhor em quadra pela primeira vez na carreira.

"Começar o jogo como titular é sempre uma responsabilidade um pouco maior. Eu acho que hoje não foi a minha melhor partida, mas consegui distribuir bem o jogo, fazer a equipe rodar. Fiquei muito feliz com esse troféu VivaVôlei, é o meu primeiro, e devo isso a cada colega, cada integrante da comissão técnica. Acho que cada um tem pedacinho aqui. Espero que seja o primeiro de muitos”, celebrou.

Agora, o Cruzeiro viaja para o Sul do país, onde enfrenta o Bento Vôlei, na próxima quarta-feira (18), enquanto o Maringá retorna para sua cidade natal, onde recebe o Sesi-SP.

Panorama do jogo

O primeiro set começou equilibrado entre as duas equipes, mas foi o Cruzeiro quem abriu vantagem no primeiro tempo técnico, fazendo 8/7. Porém, o bloqueio celeste entrou em ação, e a Raposa abriu sete pontos de diferença para os visitantes. Com o canadense Winters como destaque dos mandantes, o Cruzeiro fechou a primeira parcial em 25/17.

Assim como na primeira parcial, a segunda começou também com equilíbrio, mas foi o Maringá quem chegou primeiro no primeiro tempo técnico, com 8/7. Mas o Cruzeiro tinha a potência de Alan, que substituia Wallace, na ocasião, e ficou a frente no placar, fechando o set em 25/19.

No terceiro set, a torcida celeste empurrou o time, que sofria com o Maringá pressionando, porém, o Cruzeiro continuou atacando, e fechou o set em 25/21, fazendo 3 sets a 0.

VAVEL Logo