Em fase de preparação para o Grand Prix, Zé Roberto elogia desempenho da Seleção
Treinador afirma que a Seleção ainda precisa evoluir (Foto: Pedro Vilela/MPIX/CBV)

Na noite desta terça-feira (27), a Seleção Brasileira Feminina de vôlei derrotou a Polônia no terceiro amistoso da temporada. Jogando no Mineirinho, as comandadas do técnico José Roberto Guimarães venceram por 3 sets a 0 (parciais de 25/16, 25/12 e 25/23). A Seleção volta a enfrentar as polonesas nesta quarta-feira (28), às 21h30, no Ibirapuera. 

Ao fim da partida, o técnico Zé Roberto analisou o desempenho da Seleção. “Acho que a gente ainda pode melhorar, principalmente no passe. Nós tomamos três pontos no saque direto e é o fundamento que a gente mais tem treinado, mas eu acho que foi bom, apesar de eu não levar em consideração o amistoso de hoje porque a Polônia chegou ontem à noite e são cinco horas de fuso horário, então devemos dar um desconto para o time delas. Acho que no amistoso em São Paulo vai ser um pouco melhor”, disse.

Em fase de preparação para o Grand Prix, que será disputado no início de julho, na Turquia, Zé Roberto também avaliou a dificuldade da competição. “A maior dificuldade é sempre a alternância das escolas que a gente joga. Nós vamos pegar os Estados Unidos, por exemplo, jogando com muita velocidade, a Sérvia que joga com bolas mais altas e possui um dos melhores sistemas de ataque do mundo. Então vai ser bom pra gente ver como está nosso sistema defensivo, como ele vai responder contra as melhores atacantes do mundo”, afirmou.

A Seleção Feminina passa por um momento de renovação. Nomes consagrados como Fabi, Sheila e Fabiana anunciaram aposentadoria do Brasil, e outros como Dani Lins e Fernanda Garay afastaram-se momentaneamente por motivos particulares. O treinador elogiou a qualidade das jogadoras do elenco, mas sabe que ainda é necessário evoluir. 

“Nós sempre teremos coisas a melhorar, mas estou gostando do ambiente, da forma como elas estão se comportando, com atitude, dedicação, vontade. É possível sentir um astral bom e tecnicamente o time começa a fazer coisas boas, com maior precisão no saque, regularidade no passe, no contra ataque e com menos erros. Além disso, dá pra tirar boas jogadoras do banco, sabendo que posso contar com elas quando precisar, porque estão preparadas para isso”, completou.

Depois de 22 anos, o Brasil voltou ao Mineirinho. A última vez foi em agosto de 1995, ainda sob o comando de Bernardinho, na primeira rodada do Grand Prix. Zé Roberto elogiou os mais de 4 mil presentes no ginásio para torcer pela Seleção. 

“Dá muita saudade sim porque é um templo, o astral sempre foi muito bom, a energia também e nós sempre tivemos muito apoio. É bom para as pessoas sentirem como é o voleibol aqui e como é aceito pelo público", completou.

VAVEL Logo