Brasil massacra Chile e segue sem perder sets no Sul-Americano de Vôlei
(Foto: Divulgação/CBV)

A Seleção Brasileira segue 100% no Sul-Americano de Vôlei. Na noite desta quinta-feira (17), as atuais campeãs do Grand Prix não tiveram dificuldade ante ao Chile e venceram mais uma partida por 3 sets a 0, parciais 25/5, 25/10 e 25/7

A clara superioridade técnica da seleção verde e amarela vem permitindo que o treinador, Zé Roberto Guimarães, promova testes e dê ritmo de jogo à outras jogadoras. Neste duelo contra o Chile, a Seleção Brasileira entrou em quadra com uma formação praticamente reserva.

O Brasil segue firme rumo ao 18º título de Sul-Americano de sua história. O próximo compromisso das comandadas de Zé Roberto será contra o Peru, na próxima sexta-feira (18), às 17h. A Seleção Peruana de vôlei é comandada por Luizomar de Moura, técnico brasileiro com longa e vitoriosa passagem pela equipe do Molico/Osasco.

Jogo tranquilo e vitória em três sets

A Seleção de Zé Roberto entrou em quadra com Macris, Drussyla, Amanda, Mara, Carol, Monique e Gabi (L). Apesar da formação reserva, as meninas mostraram, logo no primeiro set, grande entrosamento e empenho. Forçando bastante o saque, a equipe brasileira logo abriu grande vantagem, chegando ao segundo tempo técnico vencendo por 16/3.

Os treze pontos de vantagem não fizeram a seleção verde a amarela diminuir o ritmo. Em uma bela largadinha, Drussyla fechou a primeira parcial em fáceis 25/5. Dos 25 pontos, sete foram de bloqueio, o fundamento que melhor funcionou no primeiro set.

O segundo set seguiu com a mesma toada do primeiro. O saque brasileiro fazia estrago na recepção chilena, dificultando demais a virada de bola adversária. Com liderança de dez pontos no segundo tempo técnico (16/6), o Brasil precisou apenas administrar a larga vantagem e fechar mais um set tranquilo: 25/10. Nesta parcial, o Brasil anotou 21 pontos de ataque, um ace e três pontos em erros do Chile.

No terceiro set, a equipe chilena tentou se soltar mais e oferecer alguma resistência. A diferença chegou a ser de apenas três pontos, mas a Seleção Brasileira ligou a "quinta marcha" e chegou ao segundo tempo técnico vencendo por 16/7. Depois da parada, o Chile não marcou mais nenhum ponto, perdendo a parcial por 25/7. O último ponto da partida foi anotado pela jovem ponteira Drussyla.

VAVEL Logo