Guia VAVEL Superliga Feminina 2017/2018: Sesi-SP
Foto: Rodrigo Rodrigues/Editoria de Arte/VAVEL Brasil

O Sesi-SP decidiu, desde a temporada anterior, diminuir os investimentos no time feminino de vôlei. Com uma campanha ruim na Superliga 2016/2017, o clube da Vila Leopoldina se classificou para esta edição do torneio através da Taça Ouro - última vaga disponível para a competição nacional. Sem almejar grandes conquistas, as meninas apostam na superação para fazer uma competição digna e, quem sabe, beliscar uma vaga nos playoffs. 

Elenco

Após disputar a Superliga com um time recheado de atletas do sub-23, a equipe feminina do Sesi-SP também sofreu grande reformulação para o início desta temporada. Treze jogadoras deixaram o clube paulista e sete foram contratadas. Com o elenco renovado, Pri Heldes se torna o principal nome do time para a disputa da competição.

A levantadora volta ao clube após passagem pelo Fluminense na edição anterior. Além de Pri, o Sesi conta com mais um retorno importante. A oposta Neneca, que atuou na temporada 2013/2014, volta ao clube mais experiente após temporada na Turquia.

Foto: Divulgação/Sesi-SP
Foto: Divulgação/Sesi-SP

Estrela: oposta Neneca

Diferente do time masculino, a equipe feminina do Sesi-SP conta com jogadoras jovens e pouco badaladas. Apostando mais no coletivo e na superação, o clube não investiu em nenhum nome de peso para esta temporada. A levantadora Pri Heldes e a oposta Neneca estão entre as mais experientes do time e apenas quatro atletas são remanecentes da campanha anterior. 

Foto: Divulgação/Facebook
Foto: Divulgação/Facebook

Mercado do Sesi-SP: 

Saíram - Lorenne, Giovana, Natalia, Ju Mello, Linda Jéssica, Laís, Isabela, Mayara, Mariane, Amabile, Gabi Candido, Natália

Chegaram - Neneca, Nikolle, Pri Heldes, Marjorie, Erika, Dani Suco, Raquel.

Técnico: Lino

Após a mudança do técnico Juba para o cargo de auxiliar técnico do time masculino, o ex-assistente técnico Lino foi promovido ao cargo de treinador da equipe feminina. 

Campanha na última edição da Superliga

Com um modesto 11º lugar na Superliga 2016/2017, o Sesi-SP conquistou apenas sete pontos na primeira fase do torneio. Foram duas vitórias e 20 derrotas em 22 jogos disputados, com 15 sets vencidos e 61 perdidos. A equipe precisou disputar a Taça Ouro por uma sobrevida na elite do vôlei brasileiro, o que conseguiu ao derrotar o Renata/Valinhos.

Foto: Divulgação/Facebook
Foto: Divulgação/Facebook

Estreia

A equipe feminina do Sesi-SP estreia na Superliga 2017/2018 contra o atual campeão, Sesc-RJ. A partida acontece nesta terça-feira (17), às 21h30, no ginásio Sesi Santo André, na cidade de Santo André (SP).

VAVEL Logo