Guia VAVEL Superliga Feminina de vôlei 2017/2018: Barueri
Foto: Rodrigo Rodrigues/Editoria de Arte/VAVEL Brasil

Campeão invicto da última Superliga B e vice-campeão paulista 2017, o Barueri é a equipe estreante da Superliga Feminina. O clube completou o seu primeiro aniversário na última quinta-feira (12). Mas apesar da recente história, o time comandado por  José Roberto Guimarães não se intimida diante de grandes equipes e promete brigar firme em seu primeiro ano na elite do voleibol brasileiro.  

Barueri e Osasco, pelo segundo jogo da final do Campeonato Paulista (Foto: Barueri Esporte Forte)
Barueri e Osasco, no segundo jogo da final do Campeonato Paulista (Foto: Barueri Esporte Forte)

Elenco

Apesar de ser um time recém-formado, o Barueri não irá disputar a Superliga pensando em não cair. Para jogar a maior competição de voleibol do país, a equipe se reforçou e deseja qualificar ainda mais o seu elenco. Os nomes confirmados até agora são: Fran e Naiane, que vieram do Minas, Edinara, ex-São Caetano, Saraelen, do Osasco e Natália, do Sesi-SP.

Além disso, continuarão na equipe: Suelle, Erika, Dani Terra, Ana Cristina, Arielle, Tainara, Fernanda Isis e Sara. Não seguirão no elenco: Viviane, Rosane, Paula Barros e Michelle Daldegan. A central Thaísa, a ponteira Jaqueline Carvalho e a oposto polonesa Katarzyna Skowronska são especuladas, mas ainda não há confirmação de que jogarão a temporada pelo Barueri.

A experiente levantadora Ana Cristina comentou sobre o início da Superliga. “O Campeonato Paulista serviu para nos mostrar que podemos ir longe. O nível da Superliga aumenta, é claro, até porque são muito mais times com nível técnico elevado. Queremos que o que fizemos até agora seja um impulsionamento para novas conquistas. Vamos começar do zero, porque é um novo torneio, mas que essa experiência nos ajude a chegar o mais longe possível na Superliga. 

Tem o labo bom e o lado ruim de jogar seguidamente contra elas, afinal o tanto que nós conhecemos, elas nos conhecem também. Quem tiver mais garra e mais coração pode ter alguma vantagem, porque a tática todos já conhecem. O pouco que faltou temos que colocar em prática agora para alcançarmos o resultado esperado”, declarou. 

Ana Cristina, com o prêmio de equipe vice-campeã do Campeonato Paulista (Foto: Reprodução / Facebook Ana Cristina)

Levantadoras: Ana Cristina e Naiane

Oposto: Sara

Ponteiras: Erika, Edinara, Suelle, Ariele e Tainara

Centrais: Saraelen, Fran e Fernanda

Líberos: Natalia e Dani Terra      

Técnico: José Roberto Guimarães

O Barueri é um projeto do técnico José Roberto Guimarães, ex-jogador de vôlei e atual treinador da Seleção Brasileira feminina, que antes de conseguir a parceria com a Hinode, chegou a pagar a alimentação e a hospedagem das atletas.

 Multicampeão, Zé Roberto tem potencial de sobra para ir em busca de mais um título de Superliga. Pelo Osasco, ganhou a competição nas temporadas 2002/2003, 2003/2004 e 2004/2005. Pelo Brasil, destaca-se as marcas na seleção feminina, sendo octacampeão do Campeonato Sul-americano de Voleibol (2003, 2005, 2007, 2009, 2011, 2013, 2015 e 2017) e eneacampeão do Grand Prix (2004, 2005, 2006, 2008, 2009, 2013 e 2014, 2016 e 2017).

Zé Roberto comandando a equipe do Barueri (Foto: Reprodução / Facebook Vôlei Hinode Barueri)

Estreia com clima de revanche

Na estreia da Superliga, o Barueri enfrentará o mesmo adversário com quem decidiu o Campeonato Paulista: o Osasco. Apesar de ter perdido o título estadual, a novata equipe do Barueri quebrou a invencibilidade de 23 jogos do Osasco no Ginásio José Liberatti, na última sexta-feira (13). 

Barueri e Osasco voltam a se encontrar nesta terça-feira (17), às 19h30, no Ginásio José Correa, em Barueri, São Paulo. A expectativa é de um jogo equilibrado e difícil. Na segunda rodada, as comandadas de Zé Roberto terão novamente um grande desafio, contra o Sesc-RJ, no Rio de Janeiro.

VAVEL Logo