Mudança: etapa brasileira da Liga das Nações de vôlei é transferida do Rio de Janeiro para Goiânia
Foto: (Foto: Valterci Santos/MPIX/CBV

Mudança: etapa brasileira da Liga das Nações de vôlei é transferida do Rio de Janeiro para Goiânia

Competição que substitui Liga Mundial receberá a Seleção Masculina nos três primeiros dias de junho

brunocellos_
Bruno Vasconcellos
Nesta segunda-feira (12), a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), através de seu diretor executivo, Radames Lattari, anunciou a cidade de Goiânia como sede da etapa brasileira na Liga das Nações masculina. O comunicado oficial foi realizado no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia (GO), onde também estiveram presentes o governador de Goiás, Marconi Ferreira Perillo Júnior, e o técnico da Seleção Masculina, Renan Dal Zotto. 
 
Os jogos serão nos dias 1, 2 e 3 de junho, na Goiânia Arena, contra as seleções do Japão, Coreia e Estados Unidos. Inicialmente, a sede brasileira anunciada há um mês foi o Rio de Janeiro. No entanto, a CBV aproveitou que alguns amistosos seriam realizados em Goiânia, e ofereceu a ideia ao Governo de Goiás, que prontamente aceitou. O local escolhido foi a Goiânia Arena, já vistoriada e aprovada pela  Federação Internacional de Vôlei (FIVB). 
 
"Recebi um convite para fazermos dois jogos amistosos aqui na cidade. E, no encontro com o superintendente Júnior Vieira eu fiz uma outra proposta. Disse que Goiânia poderia ser a sede brasileira da Liga das Nações masculina. Pouco mais de 24 horas depois a cidade aceitou a proposta. Até a Federação Internacional já fez a vistoria aqui e aprovou o campo de jogo e toda a estrutura”, contou Radamés, dirigente da CBV. 
 
(Foto: Divulgação/ CBV)
(Foto: Divulgação/ CBV)
A Liga das Nações é a competição que irá substituir a Liga Mundial e o Grand Prix. Todos os países participantes vão sediar uma das etapas do torneio. Os comandados de Renan Dal Zotto terão o apoio da torcida brasileira na segunda fase do torneio, que acontecerá na Arena Goiânia, entre os dias 1° e 3 de junho. Nessa etapa, o Brasil enfrentará o Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos. Nas fases seguintes a seleção masculina jogará na Rússia (8-10 de junho), Bulgária (15-17 de junho) e Austrália (22-24 de junho). A estreia será na Sérvia (25-27 de maio), enquanto a fase final ocorrerá em Lille, na França, entre 4 e 8 de julho.

Vice-campeão na temporada passada, quando fora derrotado pela França na Arena da Baixada, em Curitiba, o técnico da Seleção Brasileira, Renan Dal Zotto, comentou sobre a competição e a nova sede. 
 
"É um novo formato, uma competição mais longa e mais intensa. Serão cinco etapas, em semanas seguidas, então todo cuidado é pouco. Primeiro jogaremos na Sérvia e logo depois viremos aqui para Goiânia. O ginásio é muito bom e amplo. Contamos com o apoio do público, e isto é um diferencial no voleibol, e esperamos casa cheia. Chegaremos aqui com força máxima. Teremos seleções com muita tradição, que são a Coreia e o Japão, e uma equipe muito forte, que é o caso dos Estados Unidos”, declarou. 
 
O Brasil possui nove títulos do torneio (1993, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009 e 2010), sendo o maior vencedor da competição. Atual campeã do Grand Prix, a Seleção Feminina vai estrear em casa, tendo Alemanha, Japão e Sérvia como adversários na primeira semana da competição. Os jogos serão disputados entre dias 15 e 17 de maio, no ginásio Poliesportivo José Correia, em Barueri (SP). 
 
VAVEL Logo