Rio de Janeiro atropela Minas e avança à final da Superliga Feminina pela 14ª vez seguida
Foto: Marcos de Paula / Sesc RJ

 

Quatorze vezes finalista! Esse é o retrospecto do Rio de Janeiro na Superliga Feminina. Na tarde deste sábado (31), em partida realizada na Jeunesse Arena, a equipe carioca derrotou o Camponesa/Minas por 3 sets a 1 (25/11, 21/25, 25/18 e 25/18), fez três a zero na série melhor de cinco da semifinal e garantiu vaga na decisão pela 14ª vez seguida. 

A equipe comandada por Bernardinho teve em Juciely o seu ponto mais forte. A central foi eleita a melhor jogadora da partida, levando para casa o Troféu Viva Vôlei CIMED. 

Atual detentor do título, o time carioca irá em busca do 13º troféu de campeão da Superliga, que seria o sexto de forma seguida. O adversário na decisão sairá do confronto entre Praia Clube x Osasco. A equipe de Uberlândia está em vantagem no confronto com duas vitórias contra uma do time osasquense. 

Derrotado nos dois primeiros confrontos, o Minas precisa de um triunfo em solo carioca para continuar sonhando com a classificação à final, o que não acontece desde a temporada 2003/2004. No entanto, as mineiras mostraram muito nervosismo, erram em diversos fundamentos e praticamente foram engolidas pelas experientes meninas do Sesc-RJ. 

Resumo da partida 

Atropelo! Assim podemos definir a primeira parcial da partida. Empurrado pelo excelente público que compareceu à Arena Olímpica, o Sesc Rio entrou em quadra disposto a liquidar a série. Firme no bloqueio, fundamento no qual marcou seis pontos contra nenhum do Minas, as donas da casa encaminharam a vitória por 25 a 11

Ousado, o técnico Stafano Lavarini voltou para o segundo período com uma importante alteração: Newcombe entrou em quadra no lugar de Hooker, mas quem passou para o meio foi Rosamaria, saindo da recepção. Desta forma, a atleta cresceu na partida, fazendo o time ganhar força com ela. Foram nove pontos no segundo set.

Depois de mais um início complicado (8/2), a equipe mineira buscou o empate e a virada (15/16), tendo o bloqueio como fundamento decisivo. A melhora aconteceu com a entrada de Natália. Mais tranquilas, as visitantes abriram pequena vantagem e conseguiram administrar o resultado até o final: 25 a 21.  

Empolgado pela vitória no set anterior, o Minas abriu 4 a 1 no início do terceiro, mas perdeu a precisão no passe. Liderado por Juciely, a equipe carioca retomou as ações, virando o placar com Mayhara após belo levantamento de Roberta (6/5). Com uma passagem espetacular de Monique pelo saque, o Rio marcou cinco pontos consecutivos, abriu boa margem e fechou a parcial em 25 a 18. 

Aproveitando-se dos erros de recepção da equipe adversária, o Rio marcou os oito primeiros pontos do quarto set, desestabilizando completamente o Minas. Apesar de uma tentativa de reação, a vitória ficou com o time de Bernardinho, que retomou a atenção e fez 25 a 18, confirmando a vaga à final. 

VAVEL Logo