Última chance! Praia Clube e Osasco duelam por vaga na decisão da Superliga Feminina
Foto: João Pires/Fotojump

Após uma série eletrizante, com direito a viradas, reviradas e tie-break, a Superliga Feminina 2017/18 terá o seu segundo finalista conhecido nesta sexta-feira (6). Praia Clube e Osasco disputam o quinto jogo da série melhor de cinco das semifinais, na Arena Praia, em Uberlândia, às 19h. O vencedor do confronto enfrentará o Rio de Janeiro na grande final. 

O empate em 2 a 2 na série justifica-se pelo ótimo desempenho de cada uma das equipes dentro de seus domínios. Ambos os times souberam aproveitar o fator casa, e por isso chegam ao quinto jogo da série. 

Dono da melhor campanha na fase classificatória (21 vitórias em 22 jogos), o Praia Clube encerrará a série em casa, onde perdeu apenas uma partida na temporada nacional (Sesc Rio). Para este confronto, o técnico Paulo Coco espera contar mais uma vez com o apoio dos torcedores, que têm feito a diferença nesta série.

“Trabalhamos para poder decidir em casa. Precisamos ter tranquilidade nesse momento, decidiremos nosso futuro na competição diante da nossa torcida que, sem dúvida alguma, é a sétima jogadora em quadra", disse. 

Em caso de vitória, será a segunda vez na história que o time praiano chegará à decisão da Superliga Feminina. A última vez que isso ocorreu foi na temporada 2015/16, quando a equipe aurinegra acabou superada pelo Rio de Janeiro. Se novamente chegar à decisão, o Praia decidirá o título contra o Sesc Rio em Minas Gerais. 

 Para garantir vaga na 15ª decisão em 17 temporadas da Superliga Feminina, o Osasco terá que derrotar o Praia Clube em Uberlândia. Em três encontros dos times na cidade mineira até aqui, foram três triunfos dos mandantes. No entanto, apesar do favoritismo das mineiras, a central Bia acredita em um resultado positivo do time osasquense. 

“Elas têm a vantagem de jogar em casa, são o time que perdeu apenas um jogo na fase classificatória e o clube com maior investimento na temporada. Mas vamos para brigar pela vitória. Já mostramos que podemos, que somos capazes. E seguiremos para Uberlândia a fim de lutar ainda com mais vontade para buscar o melhor resultado e a consequente vaga na final. Fizemos o nosso dever de casa, elas também, e agora está aberto. Não tem jogo fácil e acredito que vai levar quem quiser mais e nós queremos muito", declarou. 

VAVEL Logo