Em busca do título inédito, Praia Clube se prepara para a decisão da Superliga Feminina

Time de Uberlândia quer surpreender o Rio de Janeiro no primeiro duelo, na casa do adversário

Em busca do título inédito, Praia Clube se prepara para a decisão da Superliga Feminina
Foto: Felipe de Oliveira/ VAVEL Brasil

Em busca de seu primeiro título de Superliga, o Praia Clube chega em reta final de preparação concentrado no que é, até o momento, o objetivo maior da temporada. Nesta sexta-feira (13), restando apenas dois dias para o grande confronto contra o poderoso Rio de Janeiro, a equipe do técnico Paulo Coco treinou no local da decisão e demonstrou foco em sair de solo carioca com um resultado satisfatório no próximo domingo.

Após um treino físico leve, o time de Uberlândia se dividiu em quadra e o treinador comandou uma atividade dos fundamentos de ataque, passe, saque e bloqueio, durando aproximadamente duas horas ao todo. Paulo parava constantemente o treinamento para dar instruções ao seu elenco, além disso, o técnico também reuniu as jogadoras no canto da quadra para uma rápida conversa.

Ao término da atividade, o técnico Paulo Coco falou com a VAVEL Brasil sobre a expectativa de disputar a final do torneio . "A expectativa é muito grande. A equipe está motivada pela campanha que fez na fase classificatória mas sabemos que o desafio é gigantesco, principalmente por enfrentar uma equipe como o Rio de Janeiro na final." 

O técnico analisou o adversário e comentou sobre o que é necessário fazer para sair com um resultado positivo da Arena Carioca 1, primeiro palco da decisão. "Vamos tentar surpreender. A equipe do Rio é a que mais ganhou títulos no torneio, são 14 finais, essa é só a nossa segunda, tem um supercampeão no comando. É uma coisa muito difícil. Temos que jogar o nosso voleibol no mais alto nível, vamos jogar contra uma equipe que erra muito pouco e exige muito do adversário. Elas tem um sistema que trabalham com muita harmonia, nosso jogo tem que estar no mais alto nível para que possamos encará-las de frente", declarou. 

Segundo Paulo Coco, apesar do desgaste da competição e do horário diferente da partida, a equipe chega motivada para encarar o adversário carioca. "O time chega bem para essa decisão. Não na sua forma ideal devido ao desgaste da competição, que é muito longa, então as jogadoras sentem o cansaço. Mas é um momento de motivação. É um momento de superação dessas dificuldades. A gente vem se adaptando desde o início da semana, treinando nesse horário para estar equilibrado no dia do jogo. E vamos enfrentar a qualidade do adversário, com tranquilidade, a motivação é muito grande em busca dessa primeira conquista. De tentar quebrar mais um tabu, durante a Superliga foram vários mas esse sem dúvida é o mais difícil."

Destaque do Praia na temporada, a  experiente central Walewska também comentou sobre o que espera do primeiro duelo decisivo. "Desde quando nós nos preparamos para essa temporada, a gente sabia que o grupo estava fortalecido para essa grande final, então a gente vem se preparando desde o início. Nós tivemos uma história muito boa, o time conseguiu a classificação em primeiro lugar para ter o mando de campo, é muito importante o segundo jogo em Uberlândia, decidir em casa. Essa final é a grande coroação de toda a preparação de toda temporada."

Walewska acredita que a mudança do formato da competição nesta temporada, apesar de ser um ponto à favor da equipe mineira, não é uma grande vantagem. "A gente tem um formato diferente esse ano que são dois jogos e o campeão podendo ser decidido no golden set, então o primeiro jogo não define nada. Mas é claro que a gente vem para buscar a vitória, para jogar o último jogo em Uberlândia. Acho que a única vantagem que nós realmente temos é poder decidir em casa. Acho que vantagens grandes não existem, o Rio é um time que está acostumado a jogar finais, esteve nas últimas edições. Precisamos nos preparar bem aqui para levar o segundo jogo para Uberlândia."

Ao falar sobre a mudança no horário do jogo, a jogadora destacou a preparação cuidadosa que o time vem tendo ao longo da semana. " A gente inverteu tudo, tivemos que nos preparar, acordar antes. O jogo é às dez, a gente nunca jogou nesse horário na temporada inteira, então tivemos que pensar muito nisso. Essa inversão de treinamento, a alimentação, a preparação para fazer o treino mais forte de manhã, tudo isso é importante para nós não sentirmos no dia do jogo. Nós já vínhamos fazendo isso em Uberlândia, agora viemos para cá, é importante também pegar a referência da quadra, para que a gente não sinta nenhuma diferença no domingo."

Vice-campeão na temporada 2015/16, quando perdeu a decisão para o próprio Rio de Janeiro, dessa vez o Praia Clube tenta escrever um capítulo final diferente do anterior. A primeira partida da decisão acontece no próximo domingo, às 10h, no ginásio Arena Carioca 1, localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.