De olho no hexa, Sada Cruzeiro disputa oitava final de Superliga consecutiva

Equipe mineira conquistará o quinto título consecutivo do torneio nacional em caso de triunfo sobre o Sesi-SP

De olho no hexa, Sada Cruzeiro disputa oitava final de Superliga consecutiva
Foto: Divulgação/Sada Cruzeiro

A final da Superliga Masculina 2017/18 promoverá o reecontro de dois times acostumados com momentos decisivos. Sada Cruzeiro e Sesi-SP começam a disputar neste sábado (28), às 15h, no ginásio do Ibirapuera, a consagração final do torneio mais importante do Vôlei nacional. Quando se fala em decisão, os mineiros tem levado grande vantagem nos últimos anos, já que almejam o quinto título consecutivo da competição.

Após encerrar a primeira fase no topo da tabela de classificação com 57 pontos conquistados - 19 vitórias e três derrotas -, o time celeste garantiu classificação antecipada contra o Canoas na série de três jogos das quartas de final. Pela série de cinco confrontos das semifinais, o reecontro com o adversário da finalíssima da temporada anterior. Após início com duas derrotas, uma volta por cima impressionante com três vitórias em sequência deu ao Cruzeiro a vaga em mais uma decisão do torneio.

Com características de imposição física e na forma de jogar, o time do técnico Marcelo Mendez se destaca pelo coletivo, mas não deixa a desejar no desempenho individual. As estatísticas gerais nos fundamentos mostram bem isso. Os cubanos Simon e Leal, comandam a equipe dentro de quadra e no ranking do torneio. O central Simon, por exemplo, aparece na liderança como maior e melhor sacador, com 55 saques certos, aproveitamento de 0,53%, ou seja, foram 55 acertos em 103 tentativas. O atleta também aparece como quarto melhor bloqueador com 61 bloqueios efetivos.

Já o ponteiro Leal, cubano naturalizado brasileiro, se destaca como o terceiro maior pontuador da Superliga com 417 pontos. O atleta é o segundo colocado nas estatísticas de saque, foram 39 acertos até o momento. Leal também está presente no ranking de aproveitamento de ataque, ele é o quarto colocado com 59%, foram 337 ataques certos em 576 tentativas.

O Sada Cruzeiro participa da oitava final consecutiva de Superliga. Com a mudança no regulamento, a finalíssima do torneio desta temporada será em dois jogos, podendo ser decidido no golden set. Por ter alcançado a primeira colocação na fase classificatória, a equipe celeste tem a vantagem de jogar a segunda e decisiva partida em seus domínios. O jogo acontece no próximo domingo (6), às 9h, no ginásio do Mineirinho.