Impecável! Sesi-SP é superior, desbanca Sada Cruzeiro e conquista Supercopa de vôlei
Sesi-SP foi avassalador e conquistou o título da Supercopa em cima do Cruzeiro (Foto: Divulgação/Sada Cruzeiro)

Impecável! Sesi-SP é superior, desbanca Sada Cruzeiro e conquista Supercopa de vôlei

Duelo que representa a abertura da temporada terminou com a hegemonia do time mineiro e deu título inédito à equipe paulista

juliana
Juliana Cristina

O Sesi-SP derrotou o Sada Cruzeiro por 3 sets a 0, com parciais de 25/22, 25/19 e 25/22, neste sábado (20), na Arena Minas, e conquistou pela primeira vez a Supercopa masculina de vôlei. O time paulista quebrou a hegemonia do time estrelado, que vinha de três títulos na competição. O oposto Alan foi um dos destaques da partida.

A Supercopa foi decidida em jogo único entre o campeão da Superliga e o vice da Copa Brasil, já que o Cruzeiro havia levado os dois títulos na última temporada.

Resumo da partida

O Sesi-SP começou a decisão com leve vantagem no placar. No primeiro set, o marcador apontava 7/5. Na reta final da parcial, o Cruzeiro conseguiu empatar: 19/19.

Porém, o time paulista voltou a abrir dois pontos: 23/21. Com a bola pra fora de Evandro, a vantagem foi mantida: 24/22. Na sequência, Filipe também errou e o Sesi-SP fechou a etapa: 25 a 22.

O segundo set iniciou ainda mais equilibrado. No ataque de Lucas Lóh, o placar ficou igualado: 8/8. No decorrer da parcial, o Sesi-SP se agigantou, com Éder marcando para a equipe paulista: 19/14. Alan confirmou o bom momento do Sesi-SP, fazendo 22/17.

Após um longo rally, o ataque de Evandro levantou a torcida do Cruzeiro: 22/19. Na sequência, houve outro bom rally, mas esse terminou com um ponto de Alan: 23/19. Neste momento, Evandro levou cartão vermelho por reclamação com o árbitro, o que levou ao set point para o Sesi-SP: 24/19. Na bola, Alan deu números finais à etapa: 25 a 19.

No decisivo set, o Sesi-SP começou melhor. No erro de saque de Evandro, o placar ficou em 6/3. Após um bloqueio do time paulista, a vantagem só aumentava: 15/11. 

A parcial estava favorável aos paulistas, que iam administrando o placar. Após uma bola fora de Filipe, o marcador apontava 22/18. Lucas Lóh manteve a diferença: 23/19.

O Cruzeiro reagiu no final da etapa, mas após um saque na rede de Isac, o Sesi-SP chegou ao match point. Alan pontuou com desvio no bloqueio e terminou com a partida, dando o título à equipe paulista: 25 a 22.

VAVEL Logo