Em jogo de cinco sets, Cruzeiro supera Maringá e conquista quarta vitória seguida
Foto:Reprodução/Sada Cruzeiro

Em jogo de cinco sets, Cruzeiro supera Maringá e conquista quarta vitória seguida

Com Sabder decisivo, time estrelado venceu por 3 a 2; Paranaenses ainda não possuem nenhuma conquista na Superliga

izabellefranca
Izabelle França

O ginásio do Riacho foi palco de mais um grande duelo pela Superliga. O Sada Cruzeiro derrotou o Maringá por 3 sets a 2, com parciais de 25/19; 21/25; 19/25; 25/18 / e 15/10. A equipe mineira se mantém na liderança da classificação geral, agora com 11 pontos e quatro vitórias em cinco jogos - possui alguns jogos adiantas devido a participação do Mundial de Clubes. Já o time paranaense não possui nenhum triunfo e ocupa a 10ª posição.

O oposto Evandro recebeu o Troféu VivaVôlei de melhor jogador da partida. No entanto, o maior pontuador foi o ponteiro Daniel, com 21 pontos. Taylor Sander, que entrou a partir do terceiro set, foi o maior pontuador pelo Cruzeiro, com 18 acertos.

Como foi?

A equipe estrelada abriu boa vantagem de 8 a 3 com o belo bloqueio feito por Leozinho e o francês Le Roux. Os visitantes conseguiram equilibrar a vantagem por um curto período. No final, Rodriguinho fechou o set por 25 a 19.

A história resolveu mudar. O Maringá acordou, com o passe na mão  logo abriu 12 a 9. Com Leandrão inspirado no ataque, os Maringaenses ficaram a frente em todo o segundo set e a conquista veio: 25 a 21.

O terceiro set começou bem equilibrado. O Cruzeiro começou a errar e o cedeu ponto com o cartão vermelho do líbero Serginho, por reclamação da arbitragem. Quem aproveitou foi a equipe paranaense que dominou e levou por 25 a 19.

Com Sander dentro de quadra, a Raposa pode suspirar com o pontos de aces. Do outro lado, Lucas errou o saque e os donos da casa abriram 21 a 14. O ponteiro ainda levou o time para o  tie-break ao fazer 25 a 19.

No último set, o Cruzeiro continuou com a mesma postura. Tendo um belo bloqueio dos estrangeiros Le Roux e Sander aumentaram a diferença para 9 a 5.  Inspirado, o norte-americano encerrou o confronto ao deixar a bola no chão. 15 a 10.

VAVEL Logo