Guia VAVEL Superliga Feminina 2018/19: Osasco-Audax

Guia VAVEL Superliga Feminina 2018/19: Osasco-Audax

Tradicional equipe paulista vem pra temporada 18/19 com jogadoras  experientes e novo patrocínio 

felipesantos
Felipe Santos

Superliga Feminina de vôlei irá começar e essa temporada promete ser uma das mais disputadas dos últimos anos. Osasco-Audax agora com novo patrocínio, passou por uma grande reformulação e promete vir ainda mais forte pra essa edição. Sem levantar o caneco há 6 anos, o time do técnico Luizomar conta com jogadoras mais experientes para garantir o lugar mais alto do pódio.

Elenco 

O grande nome da temporada passada Tandara, deixou Osasco e mudou-se para a China. Fabíola e Tássia foram pro Sesi/Bauru e a central Bia está jogando no Sesc-RJ. A oposta Paula Borgo, Nadja, Bruna Neri e Ju Melo também deixou o time nessa temporada. 

Se nomes de peso foram embora, o time tinha que correr atrás de recompor essas peças importantes, e fez. As campeãs da última edição da Superliga pelo Dentil Praia Clube, a levantadora Claudinha, e as centrais Waleska e Natasha são as novidades dessa temporada. A experiente e bi-campeã olímpica Paula Pequeno também é uma das estrelas que integram o time. Além delas, chegaram Domingas e Vivi.

De volta as origens 

O grande nome que chegou pra ocupar o lugar da Tandara, que foi a maior pontuadora da edição passada, sem dúvidas é da americana Hooker. Ela que brilhou na temporada 2011/12 onde foi campeã com o time de Osasco, que na época era Sollys, agora volta a suas origens e é recebida de braços abertos pela sua fascinada torcida. Um fato interessante é que na última vez que Osasco perdeu o campeonato Paulista, a Hooker estava no elenco e naquele ano o time foi campeão da Superliga, exatamente há 6 anos atrás (lembrando que semana passada a hegemonia de Osasco no campeonato paulista foi quebrada pelo Sesi/Bauru).

O restante do elenco que renovou contrato pra essa temporada foram: As levantadoras Carol Albuquerque e Gabriela Zeni, a central Nati Martins, as ponteiras Mari Paraíba, Leyva, a oposta Lorenne e as líberos Kika e Camila Brait.  

O técnico

Há quase 10 anos no comando da equipe, Luizomar de Moura continua sendo o técnico de Osasco-Audax. Ele que no começo do ano estava se revezando entre o time paulista e a seleção do Peru, tinha contrato para trabalhar nesse ciclo olímpico até 2020. Porém foi desligado da equipe peruana por questões salariais. 

Recentemente levou Osasco as finais do Campeonato Paulista e a decisão Copa Brasil, porém ficou em 2º lugar nas duas competições. 

Última campanha na Superliga 

O quarto lugar na última edição deixou um gostinho de "decepção" pras jogadoras e torcida que confiavam que esse time poderia chegar no posto mais alto do pódio. Nas quartas de final o time paulista venceu o Barueri, equipe treinada pelo também técnico da seleção brasileira, Zé Roberto Guimarães. Na semifinal, contra o Dentil Praia Clube, na melhor de 5 jogos disputadíssimos, o fator casa contou mais e no último jogo Osasco foi derrotado pelo time mineiro por 3x1, deixando o sonho de disputar mais uma final pelo caminho. 

Estreia na Superliga Feminina 2018/2019

A estreia do Osasco-Audax acontece nessa sexta (16), ás 20h. A equipe paulista irá enfrentar o São Cristovão Saúde/São Caetano na casa do adversário, no ginásio Lauro Gomes em São Caetano do Sul. 

 

 

VAVEL Logo

Vôlei Notícias

há 2 dias
há 2 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 5 dias
há 6 dias
há 6 dias
há 7 dias
há 8 dias
há 9 dias
há 10 dias