Jogadores do Sesi-SP reclamam da arbitragem em duelo contra Sesc-RJ:"Erro grotesco não pode existir"
Sesi-SP perdeu mais uma e caiu para a terceira colocação da Superliga (Foto: Reprodução/Sesi)

Jogadores do Sesi-SP reclamam da arbitragem em duelo contra Sesc-RJ:"Erro grotesco não pode existir"

Equipe paulista perdeu por 3 sets a 0 e caiu para a terceira colocação da Superliga

juliana
Juliana Cristina

O Sesi-SP perdeu mais uma na Superliga Masculina de vôlei. Em confronto contra o líder da competição, o Sesc-RJ, a equipe paulista levou 3 sets a 0  e perdeu a vice-liderança para o Cruzeiro, caindo pra terceira posição.

O duelo foi marcado por confusões com a arbitragem. Os jogadores do time vermelho reclamaram, mas de nada adiantou. O levantador William afirmou que esses problemas influenciaram no resultado da partida.

"Influenciou no resultado. No primeiro set a bola era nossa e ele não teve peito para assumir o ponto. É complicado. Falar de arbitragem é sempre difícil, mas em um jogo desse nível não pode acontecer um erro desse fácil, não teve problema nenhum. Ele apitou para o cara sacar, ele errou o saque e o árbitro voltou atrás. Não foi bola dentro ou fora, tocada ou não. Foi erro clássico dele, e nesse nível não se pode errar", analisou.

O oposto Alan também fez duras críticas ao juiz. Contudo, elogiou o  atual nível da Superliga. Para ele, o torneio está mais equilibrado e por isso o Sesi precisa evoluir.

"Os problemas de arbitragem foram 'bizarros', não podiam ter acontecido, mas faz parte do jogo também. Ninguém é perfeitoMas isso mostra que o campeonato está muito equilibrado. Nós estávamos invictos, perdemos para o Taubaté, perdemos para o Sesc, duas equipes que também brigam pelo título. Isso só mostra que temos que evoluir mais e mais, para quando chegar lá no final, podermos sair campeões", avaliou.

Alan elogiou o nível da principal competição do país (Foto: Reprodução/Instagram Sesi)
Alan elogiou o nível da principal competição do país (Foto: Reprodução/Sesi)

Já o ponteiro Lipe fez uma avaliação do confronto. O experiente jogador acredita que sempre é difícil jogar contra os que estão bem colocados. Além disso, também comentou sobre sobre o erro da arbitragem.

"O jogo vai ser sempre pegado contra os primeiros colocados. Vai ter briga, vai ter cartão, é jogo de gente grande, que não quer perderPrincipalmente no primeiro set, que foi um erro 'grotesco', não pode existir. Autoriza um saque, o rapaz erra e ele volta o saque. Prejudicou muito a gente, porque se a gente vence aquele set, a história do jogo poderia mudar. Ou não. Em um jogo pegado como esse, é bem complicado. Ficamos bem chateados, mas temos que continuar jogando. Erramos um pouco mais do que deveríamos, enfim, coisas que acontecem nesses jogos de alto nível", concluiu.

Na próxima rodada, o Sesi-SP enfrenta o Vôlei Um Itapetininga, sétimo colocado, neste sábado (15), às 13h30, no ginásio Ayrton Senna, em São Paulo. 

VAVEL Logo

Vôlei Notícias