Bolívar derrota Taubaté no tie-break e está na final da Libertadores
Bolívar-ARG está na final da Libertadores (Foto: Rafinha Oliveira/EMS Funvic Taubaté)

Bolívar derrota Taubaté no tie-break e está na final da Libertadores

Decisão será nesta quarta-feira (13), contra o Sesc-RJ, que passou pelo Sesi-SP

juliana
Juliana Cristina

TaubatéBolívar-ARG entraram em quadra nesta terça-feira (12), no ginásio Abaeté, em São Paulo, pela semifinal da Libertadores de vôlei. Os argentinos venceram por 3 sets a 2, com parciais de 18/25, 25/18, 18/25, 25/21 e 13/15, e está na decisão da competição internacional, contra o Sesc-RJ.

A final da Libertadores será nesta quarta-feira (13), às 19h, também no ginásio Abaeté. Eliminados, Taubaté e Sesi-SP duelam mais cedo, às 16h45, em busca do terceiro lugar.

Resumo da partida

O Bolívar começou melhor: 10/7. Com um ace de Ocampo, o time argentino fez 14/9. Em um saque para fora de Lucarelli, a equipe visitante fechou o set em 25 a 18.

No segundo set, o Taubaté rapidamente fez 4/0. Com um ace de Athos, o time paulista conquistou boa vantagem: 15/8. Depois foi Lucarelli quem pontuou duas vezes no saque: 19/11. Em um ataque do ponteiro, os donos da casa chegaram a 22/15. No ponto de Vissotto, o Taubaté venceu a etapa por 25 a 18.

Na terceira parcial, o jogo passou a ser mais equilibrado: 7/7. Com Ocampo, o Bolívar abriu dois: 10/8. Após um erro do time paulista, o placar apontava 20/17. Na sequência, Lucarelli foi bloqueado: 21/17. Escobar atacou e fez 22/18. Por fim, a equipe argentina ganhou por 25 a 18, em um erro do Taubaté.

O quarto set também teve início equilibrado: 8/8. No decorrer da etapa, o time da casa conseguiu boa vantagem no placar: 20/17. Em uma bola para fora de Escobar, a equipe paulista conquistou o set point: 24/21. Com um ponto de saque de Uriarte, o Taubaté fechou a etapa em 25 a 21.

No tie-break, o Bolívar logo abriu três pontos: 7/4, após um erro de Conte. Porém, com um ace de Lucão, estava tudo igual no Abaeté: 7/7. Quando o time argentino teve a chance de abrir dois, Hierrezuelo falhou e o placar estava igual mais uma vez: 12/12. No momento decisivo, quem se deu melhor foi o Bolívar, que venceu a parcial por 15 a 13, e avançou à final da Libertadores.

VAVEL Logo