Lucarelli e Douglas Souza elogiam coletivo do Taubaté: "Força do grupo"
Taubaté levou a melhor e venceu o Sesc RJ por 3 sets a 2 (Foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic)

Lucarelli e Douglas Souza elogiam coletivo do Taubaté: "Força do grupo"

Equipe paulista derrotou o Sesc-RJ por 3 sets a 2, em partida fora de casa

juliana
Juliana Cristina

O Taubaté derrotou o Sesc-RJ nessa quarta-feira (20), por 3 sets a 2, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro, em duelo válido pela sétima rodada do returno da Superliga Masculina 2018/19.

O ponteiro Lucarelli analisou a partida e opinou sobre o que o Taubaté fez para virar a partida e sair de quadra com a vitória:

"Eu acho que o saque melhorou um pouco. A gente conseguiu botar um pouco mais de pressão na linha de passe deles e tirar o passe da mão. Porque a gente tava sacando muitas vezes de forma tranquila e eles estavam jogando muito fácil

Conseguimos anular algumas jogadas deles, e isso ajuda. Melhoramos na virada de bola. Nós estávamos tendo dificuldades para rodar mesmo com passe bom. Temos que jogar sempre no máximo em todos os fundamentos".

O camisa 8 também exaltou o coletivo de sua equipe, que, apesar de várias substituições durante o jogo, continuou com alto desempenho:

"É a força do grupo. A gente falava isso desde o início da temporada, mas acho que só agora estamos conseguindo provar isso. Troca um jogador, o outro entra bem. Essa força é importante. Hoje os quatro centrais jogaram. Isso é uma coisa muito rara. Dois levantadores jogaram, dois opostos jogaram, três ponteiros entraram. Esse grupo recheado ajuda bastante e agora a gente está realmente fazendo valer isso".

O ponteiro Douglas Souza, que recebeu o troféu Viva Vôlei, apontou o que levou ao time paulista conseguir virar a partida:

"Acho que a gente teve paciência nos momentos difíceis. A maioria dos sets foi lá em cima, não foi um jogo fácil. Mas a gente teve paciência e agressividade nas horas certas, acho que isso sobressaiu".

O jogador elogiou a performance do Taubaté e disse que em todos os duelos sua equipe deve jogar no mesmo nível:

"A garra. A gente precisa ter essa mesma garra de hoje em todos os jogos, independentemente se é o melhor classificado ou o pior classificado da tabela. Temos que entrar do mesmo jeito e impor o nosso ritmo".

A próxima partida da equipe paulista será contra o Sesi-SP, no próximo sábado (23), às 20h30, em casa, no ginásio Abaeté. O Taubaté ocupa a terceira colocação da Superliga, com 41 pontos.

VAVEL Logo