Luan e Sander comemoram vitória do Sada Cruzeiro sobre Sesc-RJ pela Superliga
Cruzeiro bateu o Sesc-RJ por 3 sets a 1, fora de casa (Foto: Vinicius Lima/Divulgação)

Luan e Sander comemoram vitória do Sada Cruzeiro sobre Sesc-RJ pela Superliga

Em noite do oposto reserva, Cruzeiro derrotou equipe carioca de virada, fora de casa

juliana
Juliana Cristina

O Sada Cruzeiro venceu mais uma. Após levantar a taça do Sul-Americano, a equipe passou pelo Sesc-RJ no último sábado (9), por 3 sets a 1, no Rio de Janeiro, pela Superliga Masculina 2018/19.

O oposto Luan, que começou a partida na reserva, foi peça fundamental da vitória mineira. O jogador, que levou para casa o troféu VivaVôlei, exaltou a capacidade do Cruzeiro de virar jogos.

"Nosso time está vindo de uma crescente. Tivemos um campeonato Sul-Americano difícil. Dois jogos que nós tivemos na fase classificatória e na semifinal que saímos perdemos de 2 sets a 0 e viramos o jogo. Acho que o grande diferencial do nosso time está sendo essa reviravolta nos momentos difíceis.

Chegamos aqui hoje para jogar com o Sesc, acabamos perdendo o primeiro set. Acho que é normal, erramos bastante, e no segundo nós aproveitamos alguns momentos para a gente pensar e dizer: 'Vamos tirar um pouco do erro, botar a responsabilidade para o outro lado'.

Trabalhamos a bola em cima do saque em alguns dos ponteiros que foram definidos e esse foi o diferencial do jogo. Errar menos e dar a responsabilidade para o outro lado, além de trabalhar o contra-ataque."

Luan é reserva de Evandro, mas o oposto titular não fazia boa partida, levando muitos bloqueios do Sesc-RJ. O técnico Marcelo Mendez colocou Luan em quadra e o jogador foi feliz com a substituição.

"Eu tenho um relacionamento muito bom com o Evandro. É um cara que eu disputo vaga, é um cara de seleção brasileira, sabe que a dificuldade é grande. Mas eu estou sempre no calcanhar dele ali. A gente tem essa briga natural por vaga, mas tenho um relacionamento muito bacana com ele. Hoje ele disse para mim que estava um pouco difícil, sentindo um pouco de dor e que era para eu ficar 'ligado'. Então eu fui feliz de entrar, o professor optou por me colocar e, graças a Deus, eu pude fazer o máximo para trazer essa vitória. A gente conseguiu virar em alguns momentos e trabalhar o contra-ataque, fui muito feliz hoje."

O ponteiro norte-americano Sander fez uma análise de seu desempenho no duelo e ainda elogiou a performance do companheiro Luan.

"Foi uma boa vitória. Eu não joguei muito bem. E nós tivemos alguns 'caras', como Luan, que veio do banco, ele jogou muito bem, e foi um dos motivos de termos ganhado. Foi uma boa vitória para gente, e estamos felizes por ela.

Eu acho que erramos muitos saques. Aí nós começamos a sacar flutuante e eu acho que essa foi a diferença. E o técnico fez um bom trabalho ao mexer no time".

Devido ao Sul-Americano, o jogo do Cruzeiro contra o Taubaté, pela nona rodada, havia sido adiado. O duelo será nesta quarta-feira (13), às 20h, no ginásio do Riacho, em Minas Gerais.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo