Brasil vive expectativa antes da estreia do vôlei de quadra feminino em Tóquio 2020
Foto: Miriam Jeske / COB

A Seleção Brasileira de vôlei feminino vive a expectativa da estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Carregando a responsabilidade de trazer alguma medalha para o Brasil, as meninas começam a caminhada em solo japonês neste domingo (27). Comandada pelo treinador José Roberto Guimarães, a equipe encara a Coreia do Sul, treinada pelo italiano Stefano Lavarini, às 9h45 (horário de Brasília), na Ariake Arena. Por ser referência no vôlei mundial, as brasileiras já têm duas medalhas olímpicas de ouro e buscam mais uma grande campanha nesta edição.

Para trazer o ouro, o Brasil é representado no feminino pelas levantadoras Macris e Roberta, a oposta Tandara, a ponteira/oposta Rosamaria, as ponteiras Natália, Fernanda Garay, Gabi e Ana Cristina, as centrais Carol Gattaz, Carol e Bia e a líbero Camila Brait.

No traçado rumo ao ouro, a seleção feminina compõe o grupo A ao lado de Sérvia, Japão, Coreia do Sul, República Dominicana e Quênia. Segundo o regulamento oficial, as equipes se enfrentam dentro do grupo e as quatro melhores avançam às semifinais olímpicas.

Como está o ambiente da Seleção antes da estreia em Tóquio?

O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre a expectativa do Brasil para a estreia diante das sul-coreanas no Japão.

“A Coréia do Sul tem um estilo de jogo que sempre nos trouxe dificuldades. Elas têm uma jogadora excepcional que é a Kim que jogou comigo no Fenerbahçe. A Kim sustenta as principais ações da Coréia. É uma equipe que joga com muita velocidade e tem muitas mudanças de combinações de ataque. É uma seleção muito perigosa ainda mais para um jogo de estreia. Vai ser difícil, mas estamos confiantes”, disse José Roberto Guimarães em entrevista ao site oficial da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Já a ponteira Gabi falou sobre o momento atual da Seleção Brasileira feminina e também contou de como está o clima para a estreia em #Tokyo2020.

“Temos um grupo muito coeso e unido. Acredito que o diferença do nosso time é o trabalho, a dedicação e a garra. Nosso grande objetivo é conquistar uma medalha e estamos em busca disso. Nosso primeiro jogo é contra a Coréia do Sul que tem um treinador que conhece bem o nosso grupo. Sabemos que será um jogo difícil, mas estamos bem preparadas”, afirmou Gabi.

Na última edição dos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro, em 2016, a seleção feminina ficou em quinto lugar e decepcionou na busca por medalha. O Brasil tem dois ouros e dois bronzes no vôlei feminino em toda história olímpica.

Tabela de jogos da Seleção Brasileira feminina de vôlei

25/07 (domingo) – Brasil x Coreia do Sul - 9h45  

28/07 (terça) – Brasil x República Dominicana - 7h40  

29/07 (quinta) – Brasil x Japão - 7h40  

31/07 (sábado) – Brasil x Sérvia - 4h25  

02/08 (segunda) – Brasil x Quênia - 9h45  

VAVEL Logo