Vôlei de praia: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016

O Brasil chega como um dos favoritos e será representado por quatro fortes duplas. Os Estados Unidos ainda tem vantagem

Vôlei de praia: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016
Vôlei de praia: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016

O vôlei de praia é uma das grandes esperanças de medalha para o Brasil. Apesar do grande desempenho das duplas dos Estados Unidos quando o assunto é Olimpíada, esse ano a equipe verde e amarela chega forte para a competição. As quatro duplas que representam o Brasil são Ágatha e Bárbara, Larissa e Talita, Alison e Bruno Schmidt, e Evandro e Pedro Solberg.

A modalidade já teve cinco edições nas Olimpíadas e em todas elas os brasileiros conquistaram uma medalha no feminino ou no masculino. Pelo lado das mulheres, em 1996, Atlanta, a final foi brasileira, já em 2000, em Sydney, vieram as medalhas de prata e bronze. Em Atenas, 2004, o Brasil levou a prata e em Londres, 2012, o bronze.

Para os homens, a primeira medalha veio em Sydney, com a prata. Em Atenas, finalmente, o Brasil levou seu primeiro e único ouro olímpico. Em 2008 vieram a prata e o bronze e em 2012 mais uma prata.

Local:

A disputa do vôlei de praia será realizada no berço da modalidade no Brasil, a Praia de Copacabana. A estrutura temporária chamada de Arena do Vôlei de Praia tem capacidade para 12 mil pessoas e conta com uma quadra central para jogos, cinco para treinos e duas para aquecimento.

Curiosidades do Esporte:

As primeiras partidas de vôlei de praia foram disputadas em Santa Monica, na Califória, Estados Unidos, na década de 20.

Brasil e EUA dominaram os Jogos Atlanta 1996. No feminino, Sandra e Jackeline derrotaram Monica e Adriana. No masculino, Kiraly e Steffes venceram Dodd e Whitmarsh.

Em Londres 2012, os alemães Julius Brink e Jonas Reckmann tornaram-se a primeira dupla europeia a conquistar um ouro Olímpico no vôlei de praia.

Karch Kiraly, dos EUA, é o único atleta campeão Olímpico no voleibol e no vôlei de praia.

Kerri Walsh Jennings e Misty May, dos Estados Unidos, conquistaram o ouro nas três últimas edições dos Jogos Olímpicos sem perder nenhuma das 21 partidas que participaram.

Em caso de chuva ou ventos moderados, as partidas de vôlei de praia seguem normalmente. Só o aumento da incidência de raios, temporais ou ventos fortes interrompem o jogo.

Maiores medalhistas olímpicos:

Emanuel Rego e Ricardo Santos, do Brasil, são os maiores medalhistas no vôlei de praia masculino. Com um ouro, uma prata e um bronze, os dois estão à frente do americano Phil Dalhausser, que conquistou uma medalha de ouro.

No feminino, Kerri Walsh-Jennings e Misty May-Treanor dominam o ranking com três medalhas de ouro cada. Em terceiro lugar vem a brasileira Sandra Pires, com uma de ouro e uma de bronze.

Londres 2012:

As Olimpíadas de Londres, em 2012, marcaram o primeiro ouro de uma dupla européia no vôlei de praia. Julius Brink e Jonas Reckermann, da Alemanha, venceram Alison Cerutti e Emanuel Rego, do Brasil na grande final. O bronze ficou com a dupla da Letônia Mārtiņš Pļaviņš e Jānis Šmēdiņš.

No feminino, a hegemonia de Kerri Walsh e Misty May-Treanor continuou. Com uma vitória na final sobre a outra dupla americana, Jennifer Kessy e April Ross, elas saíram com o terceiro ouro seguido. Juliana Silva e Larissa França, do Brasil, terminaram com a medalha de bronze.

Favoritos para a Rio 2016:

O Brasil é um dos grandes favoritos na modalidade. Com o primeiro e o terceiro lugar no Campeonato Mundial da Holanda de 2015, Alison Cerutti e Bruno Schmidt, e Pedro Solberg e Evandro Gonçalves serão os representantes brasileiros no masculino.

No feminino o cenário é ainda melhor. Na mesma competição, Ágatha Bednarczuk e Bárbara Seixas, Taiana Lima e Fernanda Berti, e Maria Elisa e Juliana Silva fizeram o pódio. Entretanto, as duplas dos Estados Unidos conquistaram as últimas três medalhas olímpicas e isso já é o suficiente para que sejam as francas favoritas.