Monique pede dispensa da seleção e Zé Roberto Guimarães lamenta: "Fiquei triste"

Oposta, que disputava vaga no elenco olímpico com Sheila e Tandara, alega problemas pessoais e deixa equipe após enfrentar a República Dominicana

Monique pede dispensa da seleção e Zé Roberto Guimarães lamenta: "Fiquei triste"
Monique disputava vaga para os Jogos Olímpicos com Sheila e Tandara (Foto: Divulgação)

A seleção brasileira feminina de vôlei sofreu sua primeira baixa antes do Jogos Olimpícos do Rio 2016. A oposta Monique, que disputava uma vaga na equipe para a disputa da competição com Sheila e Tandara, alegou problemas pessoais e pediu dispensa do elenco comandado pelo técnico José Roberto Guimarães.

Monique chegou a atuar com a camisa verde e amarela nos amistosos contra a República Dominicana, em São José dos Pinhais/PR. A saída da oposta pegou Zé Roberto de surpresa, e o profissional aproveitou a oportunidade para lamentar a baixa.

"Eu confesso que fiquei triste. A Monique não é uma jogadora alta, mas é uma jogadora de decisão. Eu, se fosse levantador e estivesse em um jogo extremamente difícil e num momento crítico, eu daria a última bola para ela. É uma jogadora que eu tenho uma confiança enorme. Tem personalidade, vai para o jogo, não tem medo de ninguém, que está na frente dela. Fui pego de surpresa", declarou o técnico.

Zé Roberto Guimarães não entrou em detalhes e não revelou os problemas que a atleta sofreu para pedir dispensa. Vale ressaltar que sua irmã, Michelle, também pediu para ser liberada da seleção brasileira B, desfalcando a equipe para o Torneio de Montreux.

O Brasil dará os primeiros passos no Grand Prix de Vôlei nesta quinta-feira (9), às 14h10, quando enfrenta a Itália, na Arena Carioca 1. Na sexta (10), no mesmo horário, a equipe de Zé Roberto Guimarães enfrenta o Japão. No dia seguinte, às 10h05, as brasileiras enfrentam a Sérvia.