Atual campeã, Rússia bate jovem seleção cubana no vôlei masculino

Estreando na competição olímpica, russos perderam um set, mas venceram com tranquilidade

Atual campeã, Rússia bate jovem seleção cubana no vôlei masculino
Bloqueio cubano não foi capaz de parar potente ataque russo (Foto: Reprodução/FIVB)
Rússia
3 1
Cuba

Em jogo válido pelo torneio de vôlei masculino das Olimpíadas do Rio 2016, a Rússia bateu Cuba por 3 a 1. As parciais ficaram em 25 a 17, 25 a 19, 22 a 25 e 25 a 18.

O destaque dos atuais campeões olímpicos foi Maxim Mikhaylov com 16 pontos, três de bloqueio. Pelos cubanos Osniel Mengarejo, de apenas dezoito anos, fez 20 pontos. A Rússia volta à quadra contra a Coréia do Sul nesta segunda (8) e os cubanos enfrentam o Egito.

Russos perdem terceiro set, mas vencem jovem seleção cubana

O jogo começou equilibrado e as equipes trocaram pontos até o 5 a 3 para o time cubano, que veio com erro da seleção russa. Os russos encaixaram uma boa sequência de ataque e conseguiram abrir 9 a 6. Os russos deslancharam e construíram uma vantagem confortável para conduzir a vitória no primeiro set: o 15 a 9 veio após ataque de Egor Kliuka. Com folga, os russos conduziam a partida e fecharam o primeiro set em 25 a 17 após 22 minutos.

Os russos também não demoraram para abrir vantagem no segundo set: após um começo equilibrado, Alexander Volkov bloqueou o ataque cubano para fazer 8 a 4. Os cubanos chegaram a encostar no marcador com 13 a 11, mas os russos voltaram a jogar bem, fizeram 24 a 17 e fizeram dois a zero com 25 a 19.

Precisando da vitória no terceiro set, a seleção cubana veio mais agressiva e atenta: novamente o início do set foi equilibrado, mas dessa vez quem abriu vantagem foram os cubanos: Osniel Melgarejo, destaque da seleção cubana, fez 11 a 9. As seleções trocaram pontos e, na reta final, Cuba jogou seu melhor vôlei na partida para fechar em 25 a 22 após outro ataque de Melgarejo.

Depois da vitória no terceiro set os cubanos ganharam moral e o apoio da torcida, mas a seleção russa se mostrou melhor tecnicamente, e, mais experiente, comandou o set: após o 8 a 7 dos russos, a seleção europeia manteve a liderança e chegou a abrir 18 a 13. Com a seleção cubana desacreditada, os russos mantiveram a diferença e fecharam a partida no quarto set em 25 a 18.