Estados Unidos bate França em quatro sets e segue vivo no vôlei masculino

Time norte-americano abre vantagem, vê França crescer no ataque mas confirma vitória no quarto set sob comando do oposto Anderson

Estados Unidos bate França em quatro sets e segue vivo no vôlei masculino
Anderson comemorando um de seus tantos pontos anotados. Foto:Fivb/Divulgação
Estados Unidos
3 1
França

Dando sequencia ao Grupo A no Vôlei masculino, os Estados Unidos bateram a França por 3 sets a 1(25/22; 25/22;14/25; 25/22) no Maracanãzinho pela quarta rodada no torneio olímpico na noite deste sábado (13). Liderados por Russell e Anderson os norte-americanos abriram 2 sets a 0, cochilaram e depois fecharam no quarto para confirmar a segunda vitória em quatro jogos.

Ainda que tenham perdido a partida, os jogadores franceses anotaram 8 pontos a mais que os adversários (55 a 47) durante os 4 sets disputados, destaque para o oposto Antonin Rouzier que marcou 21 neste fundamento.

O domínio inicial foi todo francês rodando a bola com Tillie, Rouzier e Ngapeth, tanto que abriu 10 a 6, obrigando Kiraly a pedir tempo e arrumar o time pós ace de Earvin Ngapeth. Na parte seguinte Anderson começava a acordar mas a França levou a vantagem a 7 pontos na parcial 17 a 10 quando Russell atacou pra fora. Aí sim Kiraly ajustou o time, disparou bola em todos os atacantes, pricipalmente Anderson com um aproveitamento espetacular. Set Estados Unidos, 25 a 22.

Mais tranquilo de todos os sets, o segundo teve domínio completo norte-americano segurando toda a vantagem construída, usando muito o bloqueio (seis pontos), errando pouco (um contra quatro) e tendo melhor aproveitamento ofensivo, fechando o set em 25 a 22.

A França começou atropelando e desse vez não teve Russell que atrapalhasse. Foram 5 pontos seguidos sob o serviço de Rouzier até o primeiro ponto norte-americano. Os Estados Unidos diminuiram a concentração o que culminou no atropelamento liderado pelo oposto Antonin Rouzier, 25 a 14 no terceiro set.

O quarto set viu uma seleção francesa desperdiçando muitos ataques e dando de bandeja a liderança ao rival por 6 a 1 quando Russell usou o bloqueio e Tillie parou o jogo.Os atacantes Rouzier e Ngapeth recolocaram a equipe na partida se aproveitando dos esforços do líbero Grebnikov empatando na parcial 10 a 10 e mantendo por 8 trocas de pontos o mesmo cenário, até que Tillie desperdiçou saque no 19 a 18 e os norte-americanos não mais saíram da dianteira, fechando em outro 25 a 22.