Quatro anos após decisão olímpica, Brasil e Rússia se reencontram na semifinal da Rio 2016

Em jogo eletrizante, "apagão" da seleção brasileira custou o ouro nos Jogos Olímpicos de Londres. Oportunidade de revanche acontece hoje em semifinal no Rio

Quatro anos após decisão olímpica, Brasil e Rússia se reencontram na semifinal da Rio 2016
Seleção brasileira busca o tri campeonato olímpico. (Foto: Confederação Brasileira de Voleibol/Facebook)

Com sabor de revanche, Brasil e Rússia voltam a se encontrar quatro anos depois de uma final histórica nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. A partida desta sexta (19) não vale a medalha de ouro, porém, quem vencer garante vaga na disputa pelo alto do pódio na Olimpíada Rio 2016. Jogando em casa, a equipe brasileira espera contar com o apoio da torcida para derrotar os russos em busca do tri campeonato na competição.

Na final de Londres, o que não faltou foi emoção. Com começo arrasador, o Brasil abriu dois sets a zero contra os russos e parecia tranquilo para conquistar o ouro na então decisão olímpica. Com Murilo e Bruninho em dia inspirado, a seleção fez 25-19 e 25-20 sem sustos na primeira parte do jogo. Porém, um apagão no terceiro set fez tudo desandar. Após duas chances de vencer a partida e ser campeão olimpíco, o Brasil permitiu que a Rússia fechasse o set em 27-25. 

Vencer o terceiro set foi o suficiente para fazer a equipe russa renascer no jogo. Ainda em desvantagem no placar, os jogadores se aproveitaram do momento favorável para empatar a partida. Após um 25-22, fizeram o caminho inverso do Brasil. Levando o jogo para o tie-break (set de desempate). Com psicológico abalado, a seleção brasileira não conseguiu reagir e viu os russos liquidarem a partida com um 15-9, ficando então com a medalha de prata nos Jogos de Londres-2012.

Essa decisão era a despedida de um ciclo vitorioso na seleção masculina de vôlei. Comandados pelo técnico Bernardinho, a partida marcava a última competição de jogadores como Giba, Dante, Rodrigão e Ricardinho. Fazendo parte de uma era, desde que o treinador asumiu em 2001, o Brasil havia conquistado uma Olimpíada (Atenas-2004), oito ligas Mundias e três Mundias de Vôlei. Em Londres, a seleção obteve sua segunda medalha de prata na história Olímpica.

A conquista da prata foi motivo de superação para a seleção brasileira. Com desempenhos ruins em competições anteriores aos Jogos, os jogadores estavam desacreditados para a disputa de medalha na competição. Porém, com um bom começo de torneio, as esperanças se renovaram e a seleção chegou até a final Olímpica. A Rússia vivia um momento oposto. Campeã da Copa do Mundo e da Liga Mundial do ano anterior, era a seleção a ser batida na competição. Por isso, o triunfo foi muito comemorado pelos atletas brasileiros.

Hoje, o momento da seleção brasileira é divergente ao da época. Após um início ruim de torneio, o Brasil se classificou em último no seu grupo e sofreu para vencer a Argentina nas quartas de final. Com uma equipe novata em Olimpíada, os únicos remanecentes da prata em Londres são o levantador Bruninho e o oposto Wallace. Jogadores responsáveis por induzir a equipe ao tri campeonato da competição na Rio 2016. Para isso acontecer, será necessário primeiro derrotar a equipe da Rússia nesta sexta-feira na semifinal.