Cruzeiro acerta reforço do oposto Renan Buiatti para o Mundial de Clubes

Jogador, pertencente ao JF Vôlei, chega para substituir Alan, dúvida para a competição após sofrer lesão na coxa direita

Cruzeiro acerta reforço do oposto Renan Buiatti para o Mundial de Clubes
Renan mediu forças contra o Cruzeiro no Campeonato Mineiro, pelo JF Vôlei (Foto: Renato Araújo/Sada Cruzeiro)

O Cruzeiro está focado no Mundial de Clubes de Vôlei, que começa no dia 18 de outubro, em Betim. Prova disso, é que a Raposa reforçou seu elenco com o oposto Renan Buiatti, de 2,17m, que atualmente defende o JF Vôlei, de Juiz de Fora.

Renan chega à Raposa apenas para disputar a competição mundial, já que o oposto Alan, substituto imediato de Evandro Guerra, é duvida, uma vez que sofreu lesão na coxa direita. Visando não correr riscos em Betim, o técnico Marcelo Mendez, juntamente com a diretoria celeste, resolveram chamar Buiatti, através de uma parceria com o clube da Zona da Mata mineira.

Antes de iniciar o Mundial de Clubes, o Cruzeiro irá disputar a final do Campeonato Mineiro, contra o Minas Tênis Clube, nesta sexta-feira (7), às 20h, no Ginásio Poliesportivo do Riacho. Para chegar à decisão, a Raposa eliminou o próprio JF Vôlei. Assim, Renan permaneceu em Belo Horizonte e, inclusive, já começou a treinar com os novos companheiros.

“É uma oportunidade muito boa. Realmente eu não estava esperando. O Marcelo Mendez me ligou, perguntou se eu tinha interesse em vir jogar o Mundial com o Sada Cruzeiro e é claro que eu disse sim. Vai ser um campeonato muito forte, com grandes times. O Sada Cruzeiro também tem um time muito forte. Nós jogamos contra eles na terça e vimos como é difícil bloquear os atacantes, tem que ter uma tática muito boa, um bloqueio muito alto. Para mim é uma felicidade muito grande, agora, integrar esse grupo. Espero que a gente consiga fazer um bom campeonato e, é claro, conquistar esse título”, disse Renan.

Renan Zanatta Buiatti é mineiro de Uberlândia e, com a seleção brasileira, foi campeão do Mundial Juvenil de 2009, na Índia. Versátil, ele atuou na competição como central e foi eleito o melhor bloqueador. Em 2010 integrou a Seleção Brasileira de Novos e de 2011 a 2015 foi convocado para a disputa da Liga Mundial. Já jogou pelo São Bernardo, Sesi-SP e nas duas últimas temporadas defendeu o Ravenna, da Itália, antes de se transferir para o JF Vôlei.